24 maio 2024

Dois acusados de feminicídio começam a ser julgados pelo assassinato da adolescente Tainá em Tarauacá

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Julgamento ocorre na Vara Criminal da Comarca de Tarauacá — Foto: Asscom/Tribunal de Justiça do Acre

Os acusados de cometerem o crime de feminicídio contra a adolescente Tainá de Oliveira Silva em setembro de 2018, no município de Tarauacá, interior do Acre, estão sendo julgados pelo tribunal do júri popular. José Martandes da Silva Marinho e Willas França Farrapo são os réus no processo.

O julgamento teve início na quarta-feira (29) e deve prosseguir até quinta-feira (30) na Vara Criminal da Comarca de Tarauacá. De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), ao longo dos dois dias de julgamento, devem ser ouvidas 16 pessoas, entre testemunhas de defesa e acusação.

Segundo a Polícia Civil na época, o corpo da adolescente foi encontrado abandonado em um matagal no dia 3 de setembro de 2018. A menor foi morta estrangulada e teria sido estuprada pelos suspeitos. Os acusados foram presos e confessaram terem estado com a adolescente no dia em que ela desapareceu, mas negaram o abuso.

Conforme as investigações, Tainá mantinha um relacionamento com um dos acusados. No dia do crime, ela recebeu uma ligação do namorado, pegou emprestada a bicicleta de um vizinho e saiu para encontrá-lo. Entretanto, ele a teria levado para a casa do comparsa e ambos a mataram.

Além disso, uma das testemunhas relatou que os acusados discutiram sobre o crime na prisão, e um deles acusava o outro de ter matado a menor. A Justiça também confirmou a existência desse relato.

O feminicídio é um crime hediondo que ocorre quando uma mulher é assassinada em razão do seu gênero. É uma das formas mais extremas de violência de gênero e precisa ser combatido com rigor pelas autoridades e pela sociedade como um todo.

Veja Mais