25 maio 2024

Em Sena Madureira, Fake News com foto de corpo esquartejado coloca pânico em moradores

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A tarde desta quarta-feira (15), não foi nada agradável para os moradores de Sena Madureira, uma informação foi circulada em grupos de aplicativo de mensagens, dando conta de que um corpo havia sido encontrado morto na Br-364, entre as cidades de Manoel Urbano e Sena Madureira.

Na mensagem circulada havia uma foto de um corpo esquartejado, que aparentemente apresentava ser de uma mulher.

A PM do munícipio rapidamente tratou de desmentir o caso, e afirma investigar a foto compartilhada.

A reportagem do YacoNews foi a fundo e desvendou o assunto sobre a notícia em questão.

A imagem trata-se de uma Travesti encontrada esquartejada logo após sair para fazer programa.

Taila Santos, uma mulher trans de 31 anos foi morta e teve o corpo esquartejado em Vigário Geral, Zona Norte do Rio. A mesma que trabalhava como garota de programa e oferecia atendimento por um site, foi vista pela última vez ao pegar um carro de transporte por aplicativo em frente de casa em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. (fonte: manauaranews)

Saiba como funciona as fake News

Com a popularização e acesso facilitado aos meios de comunicação, o conceito de fake news ganhou forma. Empregado às notícias fraudulentas que circulam nas mídias sociais e na Internet, o conceito é aplicado principalmente aos portais de comunicação online, como redes sociais e aplicativos de mensagens, que são plataformas de fácil acesso e, portanto, mais propícias à propagação de notícias falsas, visto que qualquer cidadão tem autonomia para publicar.

Como escapar de notícias falsas?

Para se proteger contra as fakes news, verifique sempre as informações recebidas e certifique-se da veracidade da notícia antes de compartilhar. Na dúvida, não compartilhe.

Veja as nossas dicas:

– Títulos sensacionalistas ou milagrosos? Tenha dúvida, geralmente são feitos para acumular cliques e não necessariamente passar veracidade. Procure as informações em outros veículos, especialmente aqueles que você já conhece e confia.

– Confira a data da publicação. Uma notícia real, porém, antiga, pode causar pânico ou criar expectativas sobre alguma situação já resolvida ou controlada.

– A fonte realmente existe? É um canal com credibilidade? Há outras publicações duvidosas nesta plataforma? É sempre interessante investigar mais a respeito do site em questão.

– Consulte sites de verificação gratuitos. Repassar informações falsas, ainda mais se forem de grande complexidade, é perigoso. Não alimente as fakes news.

Veja Mais