25 maio 2024

Enchentes dos Rios que afetam o Acre já desalojam mais de 4,3 mil pessoas em todo o estado

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Segundo levantamento realizado junto à Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, mais de 4,3 mil pessoas já foram desalojadas pela enchente dos rios em cinco cidades do Acre nesta quarta-feira (29). Entre as cidades afetadas estão Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri e Rio Branco, que tem os bairros Taquari, Cidade Nova, Seis de Agosto e Centro como os mais afetados. De acordo com a Energisa, cerca de 2,2 mil clientes tiveram o fornecimento de energia elétrica suspenso nessas regiões. A capital do estado é a mais atingida, com mais de 38 mil moradores afetados pela enchente, sendo que mais de 3,5 mil estão desabrigados.

A Defesa Civil de Rio Branco informou que 1.223 famílias com 3.980 pessoas foram desalojadas e levadas para casas de parentes ou amigos, enquanto 39 abrigos foram instalados em escolas e no Parque de Exposições Wildy Viana para atender as famílias afetadas. As chuvas deram uma trégua na capital na manhã desta quarta-feira, mas o nível do Rio Acre segue em alta, passando dos 17 metros.

No total, pelo menos 37 bairros foram atingidos pelas chuvas e pela enchente, e vários pontos de alagamento foram registrados. Também foram registrados prejuízos como o rompimento de trecho na BR-364 e a interdição da Ponte Juscelino Kubitschek, conhecida como Ponte Metálica, em Rio Branco, por medida de segurança. As águas do rio chegaram no Calçadão da Gameleira e 27 comunidades rurais foram afetadas, com 3,8 mil pessoas de 963 famílias.

Em Brasiléia, o Rio Acre transbordou e atingiu a marca de 13,50 metros, o que deixou mais de 2,9 mil famílias e 8,9 mil pessoas afetadas. Já em Xapuri, quatro bairros foram atingidos pela enchente, deixando um total de 116 pessoas desabrigadas e 522 desalojadas. A cidade tem um abrigo que funciona no Centro da Juventude.

Veja Mais