22 maio 2024

Idoso e filho são presos por estupro e violência doméstica contra mulher com deficiência mental em Sena Madureira

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A Polícia Civil prendeu um idoso de 72 anos e o filho dele, de 40 anos, suspeitos de estuprar e agredir uma mulher de 30 anos com deficiência mental na zona rural de Sena Madureira, no interior do Acre. A vítima é filha e irmã, respectivamente, dos suspeitos.

O caso veio à tona quando a irmã da vítima procurou a delegacia para relatar o ocorrido. Ela contou que deixou a irmã sob os cuidados do pai e do irmão enquanto viajava para Rio Branco para tratar de uma filha. Ao receber uma ligação de uma vizinha informando que a irmã estava doente, ela retornou para casa e descobriu que a vítima tinha sido abusada e agredida pelos parentes.

Os abusos teriam começado ainda quando a mãe da vítima estava viva, mas a vítima era ameaçada de morte pelo irmão e, por isso, nunca denunciou. Depois que a mãe morreu, a vítima passou a morar com a irmã, mas o pai e o irmão mantinham contato constante com ela.

Durante a investigação, os policiais descobriram que a vítima ficou sob poder dos suspeitos por cerca de uma semana enquanto a irmã estava fora. Nesse período, ela foi agredida e apresentava marcas pelo corpo.

O delegado responsável pelo caso, Judson Barros, confirmou que a vítima foi ouvida e que ela quase não fala, mas é possível entender o que ela diz com paciência e fazendo as perguntas de forma fácil para ela. Ele também ressaltou a gravidade do caso, que considera um “nível de maldade sem tamanho”.

Barros afirmou que vai acionar o serviço de assistência e psicológico para a vítima. A dupla foi encaminhada para o presídio da cidade e a Justiça expediu o mandado de prisão preventiva.

Veja Mais