25 maio 2024

Inundações generalizadas deixam milhares de pessoas deslocadas e levam governo do Acre a declarar estado de emergência

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O governo do estado do Acre, no Brasil, declarou estado de emergência após o transbordamento do Rio Acre, que causou inundações generalizadas em várias cidades da região. Às 6h de domingo, 26 de março, o nível do rio atingia 16,57 metros na capital do estado, Rio Branco, superando o nível de alerta (13,50 metros) e o nível de transbordamento (14 metros). Somente em Rio Branco, 48 bairros foram afetados, com sete córregos transbordando. Enquanto isso, 29 abrigos foram estabelecidos para apoiar os afetados.

Até este relatório, um total de 1.200 famílias, ou 3.534 pessoas, foram deslocadas e estão sendo acomodadas em 30 abrigos nas cidades afetadas. O governo do estado mobilizou 404 pessoas para apoiar as operações de socorro, entre pessoal do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, secretários, policiais militares e Instituto Socioeducativo. O governo federal também prestou assistência, com o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e o secretário nacional de Proteção Civil e Defesa, Wolnei Wolff, visitando as áreas afetadas.

O governo do estado também lançou a campanha “Juntos pelo Acre”, que busca arrecadar doações para apoiar os afetados. A campanha está aceitando suprimentos básicos, como alimentos, água, produtos de higiene pessoal e roupas, além de colchões, roupas de cama e ração animal.

As doações podem ser feitas na Escola Estadual Barão do Rio Branco, na capital paulista. As inundações também afetaram outras cidades da região, e o governo ainda está compilando dados sobre a extensão total dos danos.

Veja Mais