24 maio 2024

Multidão desafia autoridades e se aglomera para admirar cheia do Rio Acre no centro antigo de Brasiléia

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A cheia do Rio Acre está causando grandes transtornos para os moradores da região, mas tem atraído curiosos que querem ver de perto a força das águas. Neste domingo, centenas de pessoas se aglomeraram no Centro Antigo de Brasiléia para observar a enchente, o que levou as autoridades a isolar toda a área, permitindo apenas a entrada e saída de pessoas que têm residências ou comércios na região.

A Ponte da Amizade também foi fechada para veículos, causando um grande congestionamento na área. Centenas de bolivianos atravessam a ponte diariamente para ver as áreas alagadas, e a Ponte José Augusto, na divisa de Epitaciolândia com Brasiléia, também está tomada de pessoas, o que representa um grande transtorno para os motoristas.

Comerciantes locais relataram que já retiraram seus produtos das lojas, temendo que o Rio Acre suba ainda mais e atinja suas mercadorias. Além disso, há o risco de saques, o que tem levado a Polícia Militar a aumentar o número de rondas para evitar invasões a comércios e casas.

Enquanto isso, os moradores da região estão vivendo momentos de aflição, torcendo para que o Rio Acre apresente vazante e volte ao seu nível normal. As autoridades continuam monitorando a situação das famílias atingidas pelas cheias e trabalhando para minimizar os transtornos causados pela enchente. A população local pede por ajuda e solidariedade nesse momento difícil.

Veja Mais