25 maio 2024

Policiais Militares que torturaram um deficiente físico até a morte são condenados

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Dois policiais militares foram condenados por torturar um deficiente físico até a morte no ano passado, na cidade de Itapebi, no sul da Bahia.

Epaminondas Batista Mota, de 52 anos, além de deficiente físico, era aposentado por invalidez. Na época, a vítima estava em um bar na Travessa Belmonte, região central de Itapebi. Os policiais foram ao local e o torturaram até que ele assumisse ter furtado um celular.

Conforme a denúncia, no dia 16 de janeiro de 2022, por volta das 17h, os réus teriam provocado “intenso sofrimento físico e mental” em Epaminondas e que “os atos de tortura praticados pelos dois policiais causaram a morte da vítima”.

Os policiais suspeitos do crime foram presos em março do ano passado, por decisão da Justiça Militar. No entanto, em junho, foram soltos após habeas corpus. Em outubro, a Justiça revogou a liminar favorável a soltura dos PMs.

Por Bnews

Veja Mais