25 maio 2024

Rio Acre baixa mais de 5 metros em Brasileia e deixa lamaçal na cidade após cheia afetar quase 3 mil famílias

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O Rio Acre, localizado no interior do estado do Acre, apresentou uma grande redução em seu nível de água nas últimas horas. Na noite de terça-feira (28), o rio atingiu a marca de 13,63 metros, o que causou cheias em diversas áreas da região. Porém, na tarde desta quinta-feira (30), o nível do rio havia baixado para 8,01 metros, deixando para trás um grande lamaçal na cidade de Brasileia.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, mais de 2,9 mil famílias, com um total de 8,9 mil pessoas, foram afetadas pela cheia do Rio Acre. Entre elas, 2.413 famílias ficaram desalojadas, totalizando 8.446 pessoas que estão abrigadas em casas de parentes ou amigos. Cerca de 115 famílias, com um total de 459 pessoas, ainda permanecem em abrigos.

A Defesa Civil está trabalhando para garantir a segurança das famílias que estão desabrigadas. Equipes de engenheiros estão realizando vistorias nas residências para verificar se elas podem ser habitadas novamente com segurança. Segundo o coordenador da Defesa Civil de Brasileia, Emerson Sandro, as famílias que estão em locais mais vulneráveis em relação à encosta do rio são mantidas nos abrigos até que a segurança seja garantida. Somente após a liberação da Defesa Civil é que elas poderão retornar às suas residências.

A vistoria deve ocorrer ainda durante a sexta-feira (31) e, possivelmente, as famílias desabrigadas serão autorizadas a voltar para suas residências após a liberação da Defesa Civil. Porém, as famílias desalojadas que saíram por conta própria já começaram a retornar, uma vez que não passam por um processo efetivo da Defesa Civil.

Veja Mais