18 julho 2024

Denúncia de abuso em procedimento médico desencadeia investigação no Hospital Regional do Juruá, no Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Em um evento perturbador, um homem trouxe à tona a alegação de que sua esposa foi vítima de abuso durante um procedimento médico realizado no Hospital Regional do Juruá, localizado em Cruzeiro do Sul, interior do Acre. Como resposta a essa acusação, a Associação Nossa Senhora da Saúde (ANSSAU), responsável pela administração do hospital, anunciou a abertura de um procedimento administrativo interno para esclarecer os fatos.

Edeildo Cassiano Silva expôs essa situação após sua esposa ter passado por uma sonda vaginal no referido hospital. Quando a equipe da Rede Amazônica Acre procurou a direção do hospital em busca de esclarecimentos, o médico responsável pelo procedimento não emitiu comentários sobre o incidente, e a direção optou por não se pronunciar sobre o assunto naquele momento.

A gestão do hospital emitiu uma declaração por escrito, assegurando que seguirá os princípios do contraditório e da ampla defesa durante o processo de investigação. A declaração também enfatizou o compromisso da instituição em não tolerar qualquer violação dos direitos de seus pacientes, independentemente de quem seja o responsável.

Silva relatou que sua esposa foi internada no Hospital do Juruá em 16 de agosto devido a uma condição de pressão alta e chegou a entrar em coma. Ele alegou que, em um momento crítico, sua esposa acordou e reagiu de maneira negativa ao tratamento, removendo o soro e a sonda. Ele afirmou que uma enfermeira estava envolvida no procedimento.

O denunciante disse: “Quando ela estava sendo transferida para a enfermaria no dia 23, às 11h45, eu retornei do almoço, e ela me relatou que o enfermeiro que retirou a sonda tocou de forma inadequada nas partes dela, e ela reagiu batendo na mão dele para interromper o comportamento”.

Depois de tomar conhecimento da denúncia, Silva alega que foi ao hospital e confrontou o profissional de saúde que supostamente cometeu o abuso. Sua reação levou a um tumulto na unidade de saúde, e ele acabou sendo levado à delegacia. O delegado Marcilio Laurentino confirmou que a denúncia de abuso está atualmente sob investigação.

A ANSSAU emitiu uma nota oficial, enfatizando seu compromisso com a investigação rigorosa dos fatos e reforçando sua posição de repudiar qualquer forma de violação dos direitos dos pacientes.

Esta situação continua a ser monitorada de perto pela comunidade local e pelas autoridades competentes, enquanto aguardamos novos desenvolvimentos na investigação.

Veja Mais