21 fevereiro 2024

Estado e Programa REM lançam turismo de base comunitária do Acre na Abav Expo

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Em uma ação inédita, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Turismo e Empreendedorismo (Sete), e o Programa REM (Redd+ Early Movers) lançaram o turismo de base comunitária do Acre, na Abav Expo 2023, uma feira internacional do setor realizada no Rio de Janeiro (RJ).

Hospitaleiros, quatro anfitriões de pousadas riberinhas da Serra do Divisor e Croa, dois do Povo Puyanawa e uma indígena Yawanawa apresentam os pontos turísticos, festivais, cultura, natureza e culinária acreana aos visitantes da maior feira do turismo da América Latina, organizada pela Associação Brasileira das Agências de Turismo (Abav).

Empreendedores do turismo de base comunitária levaram a experiência do destino Acre para a Abav Expo. Foto: Neto Lucena/Secom

Do Rio Croa, Maria Helena Siqueira investe na gastronomia local e é anfitriã dos turistas que vão para a região, no Lanche da Dona Helena. Ela é uma das representantes do turismo de base comunitária que expõe as riquezas do Acre ao mundo nos três dias da Abav Expo, iniciada na quarta-feira, 27, e que se encerra nesta sexta, 29.

Pela primeira vez participando de uma feira internacional, Helena conheceu muitas pessoas e novidades do turismo. Para ela, sair do Acre é uma quebra na rotina, e, como resultado, mostra gratidão pela experiência.

“É muito gostoso conhecer coisas novas. A gente não tinha muito o costume de sair do Acre e eu só tenho a agradecer. Já contei um pouco da nossa história para as pessoas que vieram saber mais do nosso estado. Isso, para mim, é tudo novo. Gostei”, revelou.

Anfitriã na Pousada Caminho das Cachoeiras, na Serra do Divisor, Eva Maria Silva aproveitou a experiência para conhecer outras culturas, o samba, e apresentar o turismo do Acre ao público.

Eva apresentou “o Acre ao mundo” durante a feira. Foto: Neto Lucena/Secom

“Os visitantes queriam saber tudo: onde fica o Acre e o que tem de mais importante. Então, muita gente não conhece e nem sabe que ele existe. Para mim, foi uma surpresa”, explicou.

Um novo passo para o turismo de base comunitária do Acre

Com apoio do governo do Acre, por meio da Sete, e do Programa REM, é crescente o número de procura pelas hospedagens de base comunitária no estado. Segundo a Sete, por ano, quatro mil pessoas visitam a região.

Secretário Marcelo Messias, equipe e empreendedores de base comunitária do Acre na Abav Expo. Foto: Neto Lucena/Secom

O apoio do Programa REM, segundo o gestor da Sete, Marcelo Messias, é fundamental para o turismo de base comunitária do Acre. De acordo com o secretário, o programa “tem atendido a população com recursos e projetos para as comunidades que trabalham no turismo”, como na Serra do Divisor, nas aldeias indígenas, e nos rios Croa e Moa.

Negócios do Acre na Abav Expo

Da Serra do Divisor, Agemiro Magalhães é o conhecido dono da Pousada do Miro, local que também conquistou o público com as cachoeiras e peculiaridades da natureza do Acre. No estande do estado na Abav Expo, Miro fechou parcerias para levar turistas para a pousada na Serra do Divisor.

Miro é um dos pioneiros no turismo de base comunitária na Serra do Divisor. Foto: Neto Lucena/Secom

“Têm sido boas as conversas com as pessoas e com os amigos que estão com o mesmo objetivo que nós. E temos aproveitado. Fechei negócios com um pessoal de Minas Gerais, uma empresária que trabalha com grupos grandes”, revelou.

Com todo o aconchego da Pousada Canto e Encanto Janaina, a anfitriã peruana Cintia Dane Fernandes atua na região do Rio Croa, próximo à fronteira do Acre com o país vizinho, Peru.

Na Pousada Canto e Encanto Janaina, Cintia apresenta a culinária em uma união das culturas peruana, brasileira e, principalmente, doAcre. Foto: Neto Lucena/Secom

Na Abav Expo 2023, a empreendedora lembrou alguns desafios que enfrentou durante a viagem, o que não a impediu de dialogar bem com o público da feira: “Fui muito bem recebida pelas pessoas que me procuraram e levo experiências muito lindas”, relatou.

Veja Mais