29 fevereiro 2024

Morador denuncia veículo da Secretaria de Saúde de Sena Madureira em suposto uso privado no bairro da Vitória

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Na última quarta-feira, dia 21 de setembro, um morador do bairro da Vitória enviou uma foto a redação do YacoNews e denunciou o uso, em tese, indevido de um veículo da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo informações recebidas pelo morador, o automóvel estava estacionado em frente a uma residência, sendo utilizado para atender demandas particulares de uma servidora da secretaria que não possuía vínculo com atividades relacionadas à saúde pública.

O morador, que preferiu não se identificar, afirmou que o veículo público estava sendo usado não apenas para atividades relacionadas à saúde, mas também para deslocamentos pessoais, incluindo idas a salões de beleza, compras e outros serviços particulares. Ele ainda alega que essa prática já estaria ocorrendo há vários dias, o que causou revolta no mesmo.

A utilização inadequada de recursos públicos, como veículos da Secretaria de Saúde, é uma questão séria que merece atenção e investigação das autoridades responsáveis. O morador que fez a denúncia espera que as devidas providências sejam tomadas para apurar o uso irregular do veículo público e garantir que ele seja destinado exclusivamente para atividades relacionadas à saúde municipal.

A Secretaria Municipal de Saúde de Sena Madureira ainda não se pronunciou oficialmente sobre a denúncia. No entanto, espera-se que uma investigação seja conduzida para verificar a veracidade das alegações feitas pelo morador.

É importante lembrar que o uso inadequado de recursos públicos prejudica a eficiência dos serviços prestados à comunidade e pode comprometer a confiança dos cidadãos nas instituições governamentais. Portanto, é fundamental que casos como esse sejam tratados com seriedade e transparência pelas autoridades competentes. A população de Sena Madureira acompanhará de perto o desenrolar dessa denúncia em busca de respostas e justiça.

O espaço está aberto caso a secretaria queira se pronunciar sobre o ocorrido.

 

Veja Mais