25 fevereiro 2024

Mulher é presa em flagrante por usar diploma falso para atuar como médica no Rio Grande do Sul

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Uma mulher de 33 anos foi detida em flagrante na sexta-feira, 15 de setembro, nas instalações do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) ao tentar obter registro como médica utilizando um diploma falso de Medicina.

A acusada, natural do Acre, surpreendentemente já possuía registro no Ministério da Saúde, especificamente no Programa Mais Médicos. A fraude foi descoberta pelo departamento da Secretaria Operacional do Cremers, responsável pela emissão de documentos médicos. A prisão foi efetuada em colaboração com a Polícia Federal.

A mulher do Acre apresentou um diploma de Medicina que, aparentemente, teria sido concedido pelo Centro Universitário Funorte, localizado em Montes Claros, Minas Gerais.

A investigação conduzida pela Polícia Federal revelou que, embora o diploma falso afirmasse que a suspeita se formou em fevereiro de 2023, ela já vinha exercendo ilegalmente a profissão de médica desde 2017, atuando em uma comunidade no município de Cacique Doble, no Rio Grande do Sul.

Veja Mais