14 abril 2024

Onda de Calor Extremo Pode Afetar Celulares e Eletrônicos: Especialistas Dão Dicas para Prevenir Problemas

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

À medida que o Brasil enfrenta uma onda de calor extremo neste fim de semana, especialistas alertam que o superaquecimento de celulares e outros dispositivos eletrônicos é uma preocupação a ser levada em consideração. O calor excessivo pode prejudicar a vida útil da bateria e o funcionamento dos aparelhos, tornando-os mais lentos. Para entender como evitar esses problemas, o G1 consultou três especialistas: Marcos Amaral, professor de engenharia elétrica da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Euclides Lourenço Chuma, membro sênior do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE), e Angelo Sebastião Zanini, coordenador do curso de Engenharia de Computação do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT).

Aqui estão as recomendações dos especialistas:

  1. Evite Capinhas Emborrachadas: Embora as capinhas emborrachadas ofereçam proteção contra quedas e arranhões, elas podem reter mais calor no celular, contribuindo para o superaquecimento.
  2. Evite Exposição Direta ao Sol: Não deixe seu aparelho exposto diretamente ao sol, especialmente ao deixá-lo próximo ao para-brisa do carro ou em praias. A exposição direta ao sol aumenta significativamente o risco de superaquecimento.
  3. Evite Usar o Celular Durante o Carregamento: É aconselhável não utilizar o celular enquanto ele estiver carregando, pois isso pode gerar calor adicional no dispositivo.
  4. Monitorize a Temperatura: Caso perceba que o celular está ficando muito quente, feche alguns aplicativos em execução. Se a alta temperatura persistir, desligue o aparelho por alguns minutos para permitir o resfriamento.
  5. Não Use Carregadores Piratas: Evite o uso de carregadores piratas, pois além de aquecer o aparelho, eles podem diminuir a vida útil da bateria e apresentar riscos à segurança.

Por que o calor extremo afeta os celulares?

De acordo com os especialistas, os celulares geralmente funcionam normalmente em temperaturas de até 40ºC. No entanto, temperaturas acima desse limite podem afetar os aparelhos de duas maneiras:

  1. Sistema: O funcionamento normal do celular gera calor nos componentes do aparelho. Quanto mais aplicativos estiverem em uso, maior será a temperatura interna do dispositivo.
  2. Bateria: As baterias dos celulares são compostas por diversos tipos de metais que reagem quimicamente ao aumento excessivo da temperatura. Isso pode resultar na perda acelerada de carga e danos à vida útil da bateria, reduzindo sua capacidade de reter energia ao longo do tempo.

Portanto, seguir as dicas dos especialistas pode ajudar a preservar a funcionalidade de seus dispositivos eletrônicos durante períodos de calor extremo e garantir uma vida útil mais longa para seus celulares.

Veja Mais