21 fevereiro 2024

Onda de calor puxa consumo de energia a níveis recordes

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Uma onda de calor no Brasil está resultando em um consumo recorde de energia para o mês de setembro, de acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pelo controle da operação das instalações de energia elétrica no país.

Durante a segunda semana de setembro (de 9 a 15), a carga total do Sistema Interligado Nacional (SIN) atingiu um recorde semanal para setembro, alcançando 73,5 mil megawatts (MW). Este número superou o recorde anterior de setembro, registrado em 2021, que era de 71.326 MW.

A tendência é que esse recorde semanal seja superado até o final do mês. Apenas no sábado (23/9), quando alguns estados registraram temperaturas máximas acima de 40 ºC, a carga total atingiu 81.546 MW médios, de acordo com o ONS.

O ONS prevê um aumento de 5,8% no consumo de energia em setembro, a maior projeção dos últimos meses. O maior aumento é esperado na região Norte, com um crescimento de 10,6% em comparação com o mesmo mês do ano passado, relacionado à retomada da atividade econômica.

No Sudeste e no Centro-Oeste, espera-se um aumento de 6,1%, seguido pelo Nordeste (4,2%) e pelo Sul (3,8%). Essas estimativas comparam os resultados de setembro de 2023 com o mesmo período do ano anterior.

O diretor-geral do ONS, Luiz Carlos Ciocchi, destacou que o sistema elétrico está preparado para atender a demanda da sociedade brasileira, e o cenário é favorável. Além disso, os níveis de energia disponível produzida pelos reservatórios estão acima de 70% em três das quatro regiões do sistema elétrico.

No entanto, a onda de calor é um desafio significativo, e 11 estados, além do Distrito Federal, estão em “alerta vermelho” devido a essa condição, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Esse fenômeno climático é influenciado pelo El Niño e pelo aquecimento global.

No primeiro dia da primavera, alguns estados já registraram temperaturas acima de 40 ºC, e o Inmet prevê que 12 capitais brasileiras marcarão mais de 35 ºC neste domingo (24/9). A situação requer precauções para garantir o fornecimento de energia e o bem-estar da população diante das condições climáticas extremas.

Veja Mais