17 maio 2024

Primeira Corrida do Iapen e Polícia Penal é realizada em Rio Branco

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O sol deste domingo parecia saber que, logo cedo, já tinha muita gente pronta para começar o dia. E foi com muita vontade e disposição que 300 pessoas, entre servidores, atletas e comunidade em geral participaram da 1ª Corrida do Iapen e Polícia Penal.

Competidores durante a concentração para a largada da corrida. Foto: Crislei Souza/Iapen

José Carlos, de 59 anos, chegou na concentração cedo. Ele disse que já pratica a corrida há dois anos e o principal motivo é o cuidado com a saúde. “Porque depois que a gente se aposenta, não pode ficar parado” Ressaltou.

Com muita animação, os atletas foram chegando e tomando conta do espaço. O encontro foi no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (Cieps), em Rio Branco, e às sete horas, pontualmente, foi dada a largada.

Competidores se divertiram durante largada da 1ª Corrida do Iapen e Polícia Penal. Foto: Crislei Souza/Iapen

Quem incentivou e animou os competidores, antes e durante a prova, foi o policial penal Mailson Leal. Ele diz que o momento é de muita emoção. “É uma realização. Pela 1ª vez conseguimos fazer uma corrida desse tamanho e que seja a primeira de muitas.”

Organizadores do evento, servidores Mailson Leal e Adriana Maia durante a competição. Foto: Crislei Souza/Iapen

Era uma competição, mas o espírito de equipe foi o primeiro a se destacar. Lado a lado os servidores corriam, ao mesmo tempo em que se divertiam. Os atletas que correram cinco quilômetros seguiram em direção ao Portal Ipê. Já os que encararam os dez quilômetros seguiram até o Parque do Tucumã. Ambos os grupos cumpriram seu trajeto com muita garra e retornaram ao Cieps, concluindo assim o percurso.

O primeiro a cruzar a linha de chegada, na categoria comunidade, foi o oficial do Exército e atleta, Eduardo Bandeira. Ele concluiu a prova dos 5 km em apenas 19 minutos e 20 segundos. Ele foi transferido do Rio Grande do Sul para o Acre há apenas um mês. Segundo Eduardo, essa é a primeira corrida de rua dele em Rio Branco e o sol forte foi um grande desafio. “Então isso aqui é uma grande conquista porque é a primeira vez que eu estou competindo no Acre, então eu só tenho a agradecer a Deus e ao meu treinador”

Eduardo Bandeira, primeiro competidor a cruzar a linha de chegada na categoria comunidade. Foto Crislei Souza/Iapen

Já na categoria servidor, quem garantiu o troféu dos 5 km foi Pablo Arruda. Ele disse que se sente muito feliz e agradeceu aos colegas e a gestão do Iapen pela oportunidade. “O evento foi lindo”, destaca o servidor.

Não demorou muito para o vencedor dos 10 km chegar. Com apenas 38 minutos e 12 segundos, o atleta Jefson Silva cruzou a linha de chegada. Para quem viu o atleta correr teve a impressão que ele tirou a prova de letra, mas ele disse que não foi tão fácil assim conquistar o troféu. “ Realmente foi uma prova difícil, a gente vem treinado bastante para conquistar o pódio e quero dizer que eu sou apenas o cara que chegou na frente, mas o esporte é o grande campeão”

Vencedores receberam troféus. Foto: Crislei Souza/Iapen

José Uelisson mostrou que a Polícia Penal está mais que preparada e levou para casa o troféu dos 10 Km na categoria servidor. “Estou muito feliz com o resultado! Ressalta o campeão.

Competidores durante trajeto da corrida. Foto Crislei Souza/Iapen

As mulheres também fizeram bonito. Rosa da Silva, atleta profissional, concluiu a prova dos 5 km em apenas 22 minutos e 56 segundos. Emocionada ela diz que nem consegue explicar o seu sentimento. “Eu só tenho que agradecer a Deus pela vitória”, frisou.

Poliana Rodrigues se destacou entre as servidoras e pode levar pra casa o troféu dos 5km. Ela faz parte do grupo de corrida do Núcleo de Apoio ao Servidor Penal (Nasp) e diz que se sente realizada. “Como o nosso projeto, é muita endorfina e muita satisfação porque a gente sempre sonhou com esse evento, a primeira corrida. E foi no projeto que a gente começou a idealizar esse momento, então hoje é dia de realização.”

E por falar em realização, quem levantou o troféu dos 10 km na categoria feminina  foi Mairene do Nascimento, a atleta diz que o sentimento é de muita felicidade. “A gente treina bastante e poder ver os resultados mostra nossa evolução”, destacou.

Todos os competidores receberam medalha pela participação na corrida. Foto Crislei Souza/Iapen

A policial penal Maria da Silva também levantou o troféu dos 10 km na categoria servidor. A Policial mostrou que força, agilidade e disposição ela tem de sobra.

A coordenadora do Nasp, Adriana Maia, à direita, ao lado da Policial Penal Gisele Sobral durante competição. Foto: Crislei Souza/Iapen

Quem não escondeu a emoção foi Adriana Maia, coordenadora do Nasp, núcleo onde o grupo de corrida do Iapen e Polícia Penal nasceu. “É um sentimento de realização. No nosso grupo, o foco é saúde e, pensando nisso, o Endorfinasp foi criado. Eu convido a todos a virem praticar a corrida. Muitos dizem: Eu não consigo correr, mas eu quero dizer que todos conseguem caminhar e é assim que a gente começa, e,  quando menos percebe, já está correndo e assim a gente vai priorizando a nossa saúde”.

Diretor de Operações do Iapen, Tiênio Costa, no momento em que alcançava a linha de chagada. Foto Crislei Souza/Iapen

Quem também é adepto ao esporte e mostrou que está com a saúde em dia é o diretor de operações do Iapen, Tiênio Costa. “É uma satisfação enorme estar aqui reunido com o Iapen e Polícia Penal para confraternizar. Este momento é muito importante”, disse.

Competidores reunidos após premiação. Foto: Crislei Souza/Iapen

O presidente do Iapen, Alexandre Nascimento, disse que o momento é muito importante e faz parte de um ambiente social e cultural que a instituição quer desenvolver. “A gente quer que nos próximos anos o evento seja ainda maior e possa alcançar o interior do nosso estado”, ratificou.

Fim de corrida e aquele banho de mangueira. Foto Crislei Souza/Iapen

E para fechar com chave de ouro, não poderia faltar aquele bom e tradicional banho de mangueira que alegrou e refrescou os atletas que mostraram garra, coragem e disposição em um domingo onde o calor não deu trégua.

 

Veja Mais