25 fevereiro 2024

Secretaria da Mulher divulga números de atendimentos realizados no interior do Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Mulher (Semulher) divulgou, nesta terça-feira, 12, os resultados da ação integrada realizada nos municípios de Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul, de 22 de agosto a 3 de setembro. O trabalho foi feito em conjunto com as prefeituras de Feijó e Tarauacá, da Secretaria de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), da Defensoria Pública do Acre e da Polícia Militar, por meio da Patrulha Maria da Penha. No total, foram realizadas 5.444 ações no período.

Em Feijó, a equipe esteve nas aldeias Shane Tatxa Kaya e Paroá e, também, na Escola Rural Antonio Fenelon de Oliveira, e obteve um total de 1.620 atendimentos. O prefeito Kiefer Cavalcante, parabenizou a atuação realizada no munícipio. “Quero agradecer a equipe que veio aqui e apoiou as mulheres, que precisam muito”, refletiu.

Em Tarauacá, mais precisamente na Vila São Vicente, no Rio Gregório, o grupo ficou por dois dias e realizou 3.418 ações, conforme explicou a chefe do Departamento de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, Joelda Pais. “Contamos com o apoio de muitos para realizar este trabalho, incluindo outras secretarias e outros órgãos. Por conta de toda essa integração, conseguimos levar diversas ações às pessoas”, reforçou.

A prefeita de Tarauacá, Maria Lucineia, também agradeceu pelo trabalho realizado na cidade. “Infelizmente, muitas mulheres ainda são mortas em Tarauacá. Por isso, agradecemos a presença da equipe, que tanto nos auxiliou”, disse.

Aldeia Shane Tatxa Kaya recebeu ação integrada no dia 24 de agosto. Foto: Franklin Lima/Semulher

Atuação na Expoacre Juruá

Em Cruzeiro do Sul, a Unidade Móvel de Atendimento à Mulher (Ônibus Lilás) ficou exposta durante as quatro noites de Expoacre Juruá e, na ocasião, foram feitas abordagens para conscientização. “Durante a feira, fizemos mais dois atendimentos em psicologia e quatro de assessoria jurídica”, enfatizou Pais.

A secretária de Estado da Mulher, Márdhia El-Shawwa, reforçou o compromisso da pasta em levar os atendimentos às mulheres do campo, zona rural, indígenas e ribeirinhas. “E, nesta situação, não atendemos apenas mulheres, mas todos. É para isso que o Ônibus Lilás é utilizado: para levar dignidade aos locais ainda mais distantes”, finalizou.

Veja Mais