21 fevereiro 2024

A população quer saber: A prefeitura de Sena vai devolver ou não o dinheiro da rampa que desapareceu?

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

 

A Prefeitura de Sena Madureira, administrada há quase sete anos pelo prefeito Mazinho Serafim, implantou uma rampa de acesso no porto da Feira Livre dos colonos que custou quase 500 mil reais aos cofres públicos. A meta era garantir um local adequado para o embarque e desembarque de pessoas e mercadorias, mas o projeto não saiu como o planejado.

Poucos meses após sua conclusão, a rampa desapareceu, deixando os ribeirinhos a ver navios.

À época, o vereador Canário que era opositor ao prefeito Mazinho chegou a fazer várias denúncias em relação a qualidade da obra, mas os responsáveis fizeram ouvido de mercador.

Neste ano, o deputado federal Gerlen Diniz (PP), apresentou uma denúncia junto à Controladoria Geral da União (CGU), cobrando as devidas providências sobre o descaso com o dinheiro público.

Em relatório, a CGU diz que a Prefeitura de Sena Madureira e Amac (Associação dos Municípios do Acre) são os maiores responsáveis pelas falhas na construção que levaram a rampa a ser destruída.

o fato é que a população ficou sem a rampa e sem o recurso (493 mil reais). E agora, os moradores querem saber como vai ficar a situação. “As autoridades precisam tomar uma providência. Foram quase 500 mil reais jogados fora. Alguém tem que ser responsabilizado”, comentou o autônomo Francisco Lima.

Segundo consta, o relatório da CGU foi encaminhado para a Sudam, responsável por liberar o dinheiro. Cabe, portanto, à Sudam pedir o ressarcimento da verba.

Veja Mais