29 fevereiro 2024

A produção industrial do Brasil registra crescimento de 0,4% em agosto, aponta IBGE

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Usina de Cana Estivas.
Natal (RN) 20.04.06 – Foto:José Paulo Lacerda

De acordo com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) divulgada nesta terça-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial do país apresentou um crescimento de 0,4% em agosto deste ano em comparação com julho, recuperando-se de uma queda de 0,6% no mês anterior. Em relação a agosto de 2022, o setor teve um aumento de 0,5%. No entanto, acumula quedas de 0,3% no ano e de 0,1% nos últimos 12 meses.

O gerente da pesquisa, André Macedo, destacou que, apesar do crescimento em agosto de 2023, a indústria ainda está distante de se recuperar das perdas recentes, estando 1,8% abaixo do patamar pré-pandemia (fevereiro de 2020) e 18,3% abaixo do ponto mais elevado da série histórica, alcançado em maio de 2011.

No período de julho para agosto, 18 dos 25 ramos industriais pesquisados apresentaram aumento na produção. Os setores farmoquímicos e farmacêuticos (18,6%), veículos automotores, reboques e carrocerias (5,2%), e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (16,6%) foram os destaques positivos. Por outro lado, as indústrias extrativas (-2,7%), produtos diversos (-8,0%), couro, artigos para viagem e calçados (-4,2%) e metalurgia (-1,1%) foram os que mais recuaram. O segmento de celulose, papel e produtos de papel permaneceu estável.

Analisando as quatro grandes categorias econômicas da indústria, três apresentaram alta: bens de consumo duráveis (8%), bens de consumo semi e não duráveis (1%) e bens de capital (máquinas e equipamentos utilizados no setor produtivo) com 4,3%. Os bens intermediários, que são os insumos industrializados utilizados no setor produtivo, tiveram queda de 0,3%.

Por AgenciaBrasil.

Veja Mais