28 maio 2024

Acre registra aumento de 17% no consumo de energia elétrica devido à onda de calor em setembro

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

No último mês de setembro, o Acre enfrentou uma intensa onda de calor que resultou em um aumento significativo de quase 17% no consumo de energia elétrica, em comparação com o mesmo período do ano anterior. A Energisa, empresa responsável pela distribuição de energia no estado, divulgou esses dados.

De acordo com o levantamento, em setembro de 2022, o consumo de energia no Acre foi de 92.732 megawatts-hora (MWh), enquanto que no mesmo período deste ano, atingiu 108.487 MWh, representando um acréscimo de 15,7 mil MWh no consumo de energia. O pico de consumo no mês ocorreu em 27 de setembro, totalizando 4.320 MWh.

Para lidar com o calor intenso, os moradores do Acre recorreram mais a equipamentos como ventiladores, ar-condicionado, freezers e geladeiras. A Energisa explicou que, devido às altas temperaturas, esses equipamentos exigem um esforço adicional para manter o desempenho, comparado a dias mais amenos.

A empresa esclareceu que, em períodos de temperaturas amenas, um ar-condicionado, por exemplo, requer um esforço para diminuir de 35 graus para 23 graus. No entanto, em temperaturas mais elevadas, como os picos de até 40 graus registrados no mês passado, o equipamento precisa trabalhar com uma carga maior para atingir a mesma redução de temperatura, o que também se aplica a outros eletrodomésticos, como geladeiras e freezers.

 

Veja Mais