28 maio 2024

Detentos encerram greve de fome após 48 horas de protesto

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Após mais de 48 horas em greve de fome, os detentos do Complexo Penitenciário Francisco de Oliveira Conde, localizado em Rio Branco, decidiram encerrar o protesto na noite da última quarta-feira (4). A informação foi confirmada pela assessoria do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

Os presos estavam manifestando suas demandas, que incluíam melhorias na alimentação, atendimento de saúde e a alteração dos dias de visitação para o fim de semana. Segundo relatos, pelo menos 733 detentos estavam envolvidos na mobilização. O Iapen informou, no início do movimento na prisão, que estava dialogando com as famílias dos detentos, que também apresentaram suas reivindicações ao instituto.

Na noite de quarta-feira, os detentos retomaram a recepção das refeições regularmente, marcando o encerramento do protesto.

Reivindicações Segundo o Iapen, as famílias dos detentos reclamaram da qualidade da alimentação fornecida, alegando que estava aquém do que é de direito dos presos. A empresa responsável pela entrega dos alimentos foi notificada para cumprir as especificações da licitação, que prevê 150 gramas de proteína nas refeições.

Em relação às queixas sobre atendimento de saúde, o Iapen esclareceu, por meio de um comunicado oficial do governo, que os detentos continuam recebendo assistência dentro das unidades prisionais e, quando necessário, são encaminhados para atendimento externo.

Sobre os pedidos de alteração nos dias de visita, o Iapen destacou que a questão é complexa e qualquer modificação no calendário precisa ser discutida previamente para garantir a segurança dos policiais penais, das famílias e dos detentos.

Veja Mais