28 maio 2024

Escândalo de assédio e vazamento de gabarito em colégio da polícia militar em salvador

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Esta semana, veio à tona mais um escândalo envolvendo denúncias de assédio sexual em uma unidade de ensino, desta vez no Colégio da Polícia Militar (CPM) localizado no bairro da Ribeira, em Salvador. Informações obtidas indicam que um professor da instituição, que atualmente exercia a função de assistente de coordenação, é acusado de oferecer gabaritos de provas em troca de fotos íntimas de alunos.

Uma aluna da instituição, que optou por não se identificar, revelou que o acusado era anteriormente professor de história no colégio e sempre manteve uma proximidade com os alunos. Segundo ela, o professor frequentemente interagia com os meninos do 9º ano e do time de futebol do colégio. A prática de solicitar fotos íntimas dos alunos, segundo a aluna, remonta a 2021, mas só veio à tona recentemente.

Como consequência do vazamento do gabarito, a direção do CPM Ribeira teria decidido cancelar as avaliações referentes à 3ª unidade do ano letivo. Um áudio obtido apresenta um suposto responsável pela instituição convocando uma reunião urgente com os pais dos alunos do 3º ano do Ensino Médio para discutir o caso.

A Secretaria Estadual da Educação (SEC), responsável pela gestão do CPM Ribeira, confirmou que o servidor foi afastado da unidade enquanto os fatos são apurados. A Polícia Militar da Bahia também está investigando o caso.

Até o momento da publicação, o professor envolvido nas denúncias não havia se manifestado sobre o caso quando procurado pela reportagem.

Veja Mais