20 julho 2024

Estiagem no Norte: População ribeirinha luta pela escassez de água em meio à crise

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

A região Norte do Brasil enfrenta uma séria crise devido à estiagem, impactando severamente a população ribeirinha. A falta de chuvas resultou na redução drástica dos níveis dos rios, dificultando a navegação entre cidades no Amazonas. Além disso, a escassez de água não se restringe apenas à navegação, afetando o acesso à água potável para consumo.

Isaque Cícero Rodrigues, vendedor residente em Manaus (AM), compartilha sua preocupação, tendo cavado um poço pela segunda vez em menos de um mês devido à falta de água. Áreas antes abundantes em água agora se tornaram secas devido à prolongada estiagem.

Ele mora às margens do lago do Puraquequara, relatando que a seca atual é a mais grave que já presenciou, superando a seca de 2010. Apesar das dificuldades, ele permanece em casa, pois está no limite para acesso à energia elétrica e internet. Isaque também se esforça para ajudar outras pessoas, garantindo que seus amigos tenham acesso à água.

A comunidade de São Francisco do Mainã está enfrentando dificuldades significativas devido à falta de água potável, alimentos e acesso a serviços básicos. A lama que cerca a região dificulta a chegada de embarcações maiores, levando a um isolamento quase total. A população aguarda desesperadamente por ajuda.

A prefeitura de Manaus afirmou que está mobilizando uma força-tarefa emergencial para fornecer ajuda humanitária às vítimas da estiagem. Até o momento, 3,5 mil famílias ribeirinhas foram beneficiadas com cestas básicas, kits de higiene e água potável. No entanto, a situação exige uma resposta mais ampla e contínua para enfrentar essa crise e garantir o acesso adequado à água e outros recursos essenciais para a população ribe

Veja Mais