21 julho 2024

Governo autoriza acionamento de termelétricas para garantir energia em Rondônia e Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Pescador no rio Madeira, em Porto Velho — Foto: Tiago Frota/Rede Amazônica

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) deu aval para o governo acionar duas usinas termelétricas para assegurar o fornecimento de energia em Rondônia e Acre. A medida, seguindo recomendação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), foi decidida na última quarta-feira (4) devido à forte seca que afeta a região Norte do Brasil. As usinas Termonorte I e Termonorte II, localizadas em Porto Velho, serão acionadas para esse fim.

Publicidade

Esse acionamento ocorre em meio à paralisação das operações da hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia, uma das maiores do país, que opera no Rio Madeira, atualmente com níveis de vazão abaixo da média.

Diante desse quadro, o CMSE recomendou o reconhecimento da situação de escassez hídrica na bacia do Rio Madeira e aconselhou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o ONS a tomarem as medidas necessárias para o acionamento das termelétricas.

Além disso, o comitê determinou que o Ministério de Minas e Energia, com o apoio da Empresa de Pesquisa Energética e do ONS, realize estudos para avaliação do sistema elétrico de Rondônia, Acre e Amapá, visando manter o fornecimento de energia em cenários futuros de escassez hídrica ou grandes cheias.

Vale ressaltar que as usinas termelétricas geram energia através da queima de combustíveis, como óleo e gás natural, sendo uma operação mais custosa em comparação a usinas hidrelétricas, por exemplo.

O diretor-geral da Aneel, Sandoval Feitosa, afirmou que a conta de luz deverá permanecer com bandeira verde e sem cobrança extra até o final do ano, mesmo com o acionamento das termelétricas.

Veja Mais