13 abril 2024

Moradora do ramal do Pólo Elias Moreira em Sena Madureira reclama da poeira causada por veículos de carga

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Uma moradora do Ramal do Pólo Elias Moreira, em Sena Madureira, expressou sua insatisfação com a situação precária da estrada que cruza sua comunidade. A reclamação gira em torno do considerável incômodo causado pela poeira levantada por veículos de carga que transitam pelo local, especialmente durante a estação seca.

A moradora destacou que a situação se torna ainda mais problemática quando caminhões-pipa são contratados para abastecer a comunidade com água. Segundo ela, o barreiro existente no local é de difícil acesso, forçando os moradores a bloquear o ramal e utilizar troncos de árvores para impedir a passagem de caminhões em alta velocidade.

“Para vir um pipa d’água para jogar água aqui para gente, a gente precisa fechar o ramal e colocar pau no meio do ramal para essas caçambas não passarem em alta velocidade”, relatou a moradora. Ela acrescentou que, mesmo quando solicitam aos motoristas que reduzam a velocidade, a poeira continua a ser um problema persistente. “Eles parecem que não estão vendo ninguém, passam rápido mesmo, e é uma poeira que fica por semanas.”

A situação se tornou ainda mais crítica recentemente, quando os caminhões-pipa passaram pelo ramal e, ao que parece, deixaram uma camada de poeira negra que cobre a área. A moradora ressaltou que isso afeta a qualidade de vida dos habitantes locais, prejudicando sua saúde e suas casas. “Há um mês atrás, tínhamos poeira vermelha; agora, é poeira preta com o piche porque passaram dizendo que no asfalto seria melhor, mas até hoje, não cumpriram essa promessa.”

O Ramal do Pólo Ulisses Modesto já deveria ter sido asfaltado há algum tempo. Segundo informações da comunidade, uma emenda parlamentar foi destinada especificamente para esse propósito, com o objetivo de melhorar as condições das estradas locais e proporcionar um ambiente mais saudável e seguro para os moradores. No entanto, até o momento, a obra de asfaltamento ainda não foi concluída pela prefeitura.

Espera-se que as autoridades locais considerem as preocupações dos moradores e busquem soluções para melhorar as condições das estradas e reduzir a poeira que afeta sua comunidade.

Veja Mais