21 julho 2024

Moradores do Loteamento Elias Moreira em Sena Madureira ameaçam fechar a BR-364 em protesto pela pavimentação não realizada

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Os moradores do Loteamento Elias Moreira, em Sena Madureira, Acre, estão se mobilizando e ameaçando fechar a BR-364 no próximo Sábado (07) em um protesto contra a não realização da pavimentação do ramal principal, que havia sido prometida pelo prefeito Mazinho Serafim. A comunidade alega que o recurso destinado para essa obra, proveniente de uma emenda federal de pouco mais de 950 mil reais, alocada pela então deputada federal Jéssica Salles, já foi disponibilizado para a prefeitura, mas até o momento apenas uma camada de piche foi aplicada, e esta já quase desapareceu devido à movimentação de veículos.

A indignação dos moradores cresce à medida que o prazo para a realização da pavimentação, prometido durante a campanha eleitoral, se aproxima do fim, e a obra ainda não saiu do papel. O Loteamento Elias Moreira, situado na zona urbana de Sena Madureira, enfrenta uma série de desafios de infraestrutura, e a pavimentação do ramal principal era vista como uma esperança para melhorar a qualidade de vida da comunidade.

A emenda federal destinada à pavimentação foi um sopro de alívio para os moradores, que acreditavam que finalmente veriam melhorias em sua área. No entanto, a falta de ação por parte da prefeitura tem gerado frustração e desconfiança na comunidade.

Em conversa com alguns moradores, fica claro o impacto que a falta de pavimentação tem causado em suas vidas. “Nós estamos cansados de promessas vazias. Essa obra era para ter sido feita há muito tempo, e até agora nada aconteceu. Estamos decididos a tomar medidas drásticas para chamar a atenção das autoridades”, afirma Maria Silva, residente do loteamento.

Os moradores alegam que a situação do ramal principal é precária, especialmente durante a temporada de chuvas, quando se torna quase intransitável. Além disso, a ausência de pavimentação dificulta o acesso a serviços básicos, como saúde e educação, e impacta negativamente o valor dos imóveis na região.

O prefeito Mazinho Serafim ainda não se pronunciou oficialmente sobre a ameaça de protesto e a situação do loteamento. A comunidade aguarda um posicionamento e medidas concretas por parte da prefeitura para resolver o impasse e cumprir a promessa de pavimentação.

Enquanto isso, os moradores continuam organizando-se para o possível fechamento da BR-364 no próximo Sábado (07) como forma de chamar a atenção das autoridades e da opinião pública para a sua situação. A luta por melhores condições de vida e infraestrutura no Loteamento Elias Moreira continua, e os moradores esperam que suas vozes sejam ouvidas e que as promessas finalmente se transformem em ações concretas.

Veja Mais