13 abril 2024

Presidente da Associação dos pipeiros no Acre apoia lei contra uso de cerol e chilena após tragédia

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Nesta ultima segunda-feira, 9, Aldecino Fernandes da Silva, conhecido como “Velho da Pipa” e presidente da Associação dos Pipeiros no Acre, expressou total apoio à lei que proíbe o uso de cerol e chilena, pedindo que qualquer praticante do esporte flagrado com esse tipo de linha seja preso e responsabilizado pelo ato.

“Todo mundo sabe que é proibido por lei o uso desse tipo de material, que pode causar lesões graves em pessoas inocentes”, destacou Aldecino, visivelmente emocionado. Ele, que é pai de um jovem de 30 anos, lamentou profundamente a tragédia ocorrida na última quinta-feira (5), na qual o jovem Fernando Júnior de Morais Roca, 25 anos, perdeu a vida degolado por uma linha chilena.

“Lamento muito, não tenho palavras”, acrescentou Aldecino. Ele também lamentou a falta de espaços seguros para a prática do esporte em Rio Branco, indicando que a única opção, mesmo ainda oferecendo riscos, é a Amadeu Barbosa, localizada no Segundo Distrito da capital acreana. Aldecino argumentou que o poder público deveria alocar uma área fora da cidade para que os pipeiros possam se divertir sem correr riscos, considerando o significativo número de adeptos.

A associação, conforme Aldecino, tem dedicado esforços há muito tempo para conscientizar os pipeiros sobre os riscos. “A morte trágica desse rapaz me deixou emocionado. A pipa não é para matar. O que ocorreu foi uma fatalidade devido à irresponsabilidade de alguém que deve ser exemplarmente punido de acordo com a lei. Volto a afirmar, pipeiro que for flagrado com linha com cerol ou chilena deve ser preso”, concluiu o “Velho da Pipa”.

Veja Mais