29 fevereiro 2024

Policiais militares do Gefron são presos após morte de enfermeira no interior do Acre

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Dois policiais militares cedidos ao Grupo Especial de Fronteira (GEFRON) foram detidos em flagrante no final da tarde deste sábado (02), após se apresentarem no comando geral da Polícia Militar. As prisões ocorreram no contexto das investigações sobre a morte da jovem Gessica Melo de Oliveira, de 32 anos, que foi vítima de disparos durante uma perseguição policial.

As informações apontam que duas equipes do GEFRON estiveram envolvidas na perseguição ao veículo conduzido por Gessica Melo de Oliveira. Segundo relatos, o carro da jovem foi atingido por vários disparos de arma de fogo, resultando em ferimentos fatais.

A perícia acionada para investigar o caso constatou que os disparos que vitimaram Gessica foram efetuados pelos próprios agentes de segurança que participavam da ação policial. O trágico desfecho levou a uma intensa jornada de depoimentos de policiais envolvidos na operação ao longo do dia.

Ao final da tarde do sábado, dois militares do GEFRON foram formalmente presos por participação direta na morte da jovem enfermeira. Eles foram conduzidos para o batalhão ambiental, onde permanecerão sob custódia até a conclusão das investigações.

O Comando Geral da Polícia Militar se pronunciou sobre o caso, ressaltando o compromisso com a transparência e a rigorosa apuração dos fatos. Segundo a nota, medidas internas serão adotadas para esclarecer as circunstâncias que levaram à tragédia e para assegurar a responsabilização dos envolvidos.

Por ContilNet

Veja Mais