19 junho 2024

Com ação rápida e medicamento de alto custo, Samu salva vida de homem que sofreu infarto em Rio Branco

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Resgate rápido foi essencial para salvar vida do homem. Foto: cedida

Quando sua central recebe um chamado, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu) inicia uma verdadeira corrida contra o tempo. Na terça-feira, 26 de março, o trabalho ágil da equipe e um medicamento de alto custo foi essencial para salvar a vida de um homem de 43 anos que sofreu parada cardiorrespiratória na Central de Abastecimento de Rio Branco (Ceasa).

A ocorrência se deu por volta das 15 horas e, conforme informações do Samu, uma viatura de suporte básico que estava mais próximo ao local foi enviada pra iniciar os primeiros-socorros, enquanto a unidade de suporte avançado se dirigia ao local.

“Quando chegamos, o paciente estava em parada cardiorrespiratória, com um ritmo cardíaco anormal e potencialmente fatal, sendo prontamente realizada desfibrilação e manobras de ressuscitação cardiorrespiratória. Foram duas paradas cardiorrespiratórias, resultando em vários minutos de tentativas de ressuscitação. Após realizarmos um eletrocardiograma, percebemos que o paciente estava com a artéria que irriga o coração obstruída. Logo decidimos administrar o medicamento Metalyse, que é de alto custo e foi fundamental para salvar a vida dele”, explica o médico do Samu, Jonatha Santiago.

O médico completa, ainda, que o medicamento, adquirido na gestão do governador Gladson Cameli, foi fundamental no atendimento. “Já administrei esse medicamento cerca de quatro vezes. Tem alto custo, mas faz parte do arsenal terapêutico do Samu não só aqui, mas em outros estados, pois é uma medicação extremamente importante. No caso de infarto, lutamos contra o tempo e, quando se detecta que é um paciente que tem indicação de uso da medicação, temos que ser assertivos. Quanto mais tempo o paciente passar com a circulação do coração obstruída, mais vai perdendo a musculatura e o quadro pode evoluir a óbito”, explica.

Após ser socorrido, o paciente deu entrada na emergência clínica do Pronto-Socorro de Rio Branco, foi acompanhado com exames de rotina e posteriormente recebeu alta médica.

“Eu atuei no Samu por muitos anos e me orgulha muito o trabalho que é realizado pela equipe. Todos os dias inúmeras pessoas são salvas pelo trabalho deles e saber que a nossa gestão, sob a liderança do governador Gladson Cameli, que é muito comprometida com a saúde pública, está chegando nas pessoas que precisam, é muito gratificante. Fico muito feliz que esse cidadão, assim como inúmeros outros, estejam bem, no conforto de seus lares, na medida do possível. Esse é o nosso papel enquanto atores da saúde: salvar vidas”, frisou o secretário de Saúde Pedro Pascoal.

Via Secom

Veja Mais