24 junho 2024

Idoso descobre que irmã era sua mãe biológica

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Um presente de aniversário mudou tudo na família do canadense Paul McLister. Ele contou sua história à emissora de TV CTV que ganhou dos filhos um teste de DNA para saber mais sobre sua ancestralidade e descobriu que sua irmã mais velha era, na verdade, sua mãe biológica. Paul foi criado pela avó biológica.

Sua mãe engravidou muito jovem e foi abandonada pelo pai. Como isso seria um escândalo na época, a família resolveu inventar a mentira. Na TV, Paul contou que sempre soube que era adotado, bem como uma de suas irmãs. Mas nunca foi informado do paradeiro de sua família biológica. Seus pais contaram apenas que seus pais biológicos eram um casal franco-canadense e que ele foi colocado para adoção quando ainda era um bebê.

Foi justamente por querer saber mais sobre sua origem, que os filhos de Paul deram o exame de presente, em seu aniversário de 76 anos. “Sempre quis saber quem eram meus pais biológicos por vários motivos – um, por questões de saúde, e o outro, acho, para me dar uma identidade”, justificou. O resultado apontou que o idoso tinha um meio-irmão, e Paul tentou entrar em contato com ele. “Não sabíamos se éramos filhos da mesma mãe ou do mesmo pai. A incerteza tornou as coisas um pouco estranhas no início”, lembrou.

Ao mesmo tempo, uma sobrinha do idoso resolveu mostrar a foto de sua mãe, Gloria, grávida no final de 1946, ano em que Paul nasceu. “Acontece que quem eu pensava ser minha irmã era, na verdade, minha mãe biológica, e minha sobrinha era minha irmã”, resumiu. Gloria já faleceu.

Paul acredita que seus pais se conheceram após a Segunda Guerra Mundial em alguma atividade atlética. Como o relacionamento durou pouco, o idoso acredita que seu pai nunca soube de sua existência. Seus avós, então, decidiram inventar a história, que o canadense chamou de “um monte de mentiras”. “Uma das coisas mais surpreendentes sobre tudo isso é como foi mantido em segredo, como as pessoas do lado dos meus avós conseguiram manter isso em segredo”, apontou.

Além dos pais, o marido e os sogros de Gloria sabiam do segredo. A sobrinha que mostrou a foto também já tinha dúvidas. “Quando descobrimos isso, minha irmã por parte de mãe me disse: ‘Por 50 anos, sempre pensei que você fosse meu irmão'”, contou.

O teste também revelou a identidade do pai biológico de Paul, possibilitando que ele se aproximasse desse lado da família. “Assim que minha meia-irmã paterna viu a foto, ela me escreveu de volta e disse: ‘Fiquei muito desconfiada, mas assim que vi sua foto, não tive dúvidas de que você era meu irmão'”, apontou. O idoso descobriu que tem quatro irmãos no Canadá e cinco nos Estados Unidos.

O canadense disse estar feliz com as descobertas, mas que se sente frustrado por só ter tido resposta após a morte dos seus pais biológicos. Já em relação à sua avó materna, que era sua mãe adotiva, o sentimento é de ressentimento, uma vez que ela teria inventado a mentira. “Posso ver as impressões digitais dela em tudo isso”, disse.

Via EM

Veja Mais