19 junho 2024

Indígena é preso sob acusação de homicídio da esposa em Feijó

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Na tarde da última segunda-feira, dia 22, a Polícia Civil de Feijó efetuou a prisão de Josimar Pereira Kulina, indígena da etnia Kulina, sob a acusação de assassinar sua esposa, Maria Zeza Kulina, de 38 anos. O crime chocou a comunidade local quando o corpo da vítima foi descoberto na manhã do mesmo dia em uma barraca às margens do Rio Envira, no interior do estado.

Josimar Kulina, de 40 anos, foi detido como principal suspeito do crime e está sob custódia à disposição da Justiça. Ao ser interrogado pelas autoridades, alegou que sua esposa teria cometido suicídio, alegando que no momento da morte estava em outra barraca fumando um cigarro, e foi informado sobre o trágico acontecimento pelo filho do casal.

Contudo, a versão apresentada pelo suspeito foi contestada por vizinhos, que afirmaram que Josimar teria assassinado a esposa e tentado simular um suicídio. De acordo com a Polícia Civil, a mulher foi brutalmente agredida com um terçado após uma discussão entre o casal, que ocorreu enquanto consumiam bebidas alcoólicas.

Os relatos policiais indicam que Josimar Kulina golpeou Maria Zeza Kulina repetidamente no rosto e na parte de trás da cabeça, resultando em traumatismo craniano fatal. O médico da saúde indígena que atende na região esteve na delegacia e afirmou que, aparentemente, a vítima foi morta pelo trauma na cabeça, inicialmente descartando a possibilidade de suicídio por enforcamento.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Cruzeiro do Sul corroborou com as constatações policiais, confirmando que a causa da morte foi em decorrência dos ferimentos provocados pelas pauladas desferidas contra a vítima.

O acusado permanece detido e está programada uma audiência de custódia para esta quarta-feira, dia 24, no Fórum da cidade, onde serão realizados os procedimentos legais em relação ao caso.

 

Veja Mais