13 abril 2024

Kanye West enfrenta acusações de ameaças e comentários ofensivos em Processo Judicial

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O renomado rapper Kanye West, também conhecido como Ye, está no centro de uma polêmica após ser processado por um ex-funcionário da Donda Academy, uma escola particular fundada por ele.

A ação judicial, obtida pelo Page Six, descreve alegações graves contra West. Segundo o processo, o cantor teria ameaçado “raspar as cabeças” e “colocar em gaiolas” duas crianças. Além disso, teria propagado teorias conspiratórias antissemitas entre os alunos da Donda Academy, uma instituição de ensino cristã criada por ele em 2022 e fechada no mesmo ano.

O ex-funcionário, identificado como Trevor Phillips, relata ter sido vítima de discriminação, assédio e retaliação por parte de West. Phillips busca indenizações superiores a R$ 177 mil, honorários advocatícios e uma liminar para impedir que o rapper abra qualquer centro de ensino para menores de 18 anos na Califórnia.

O processo também descreve um jantar em 2022 no qual West teria feito comentários antissemitas, elogiado Adolf Hitler e feito declarações hostis sobre a comunidade LGBTQIAP+, além de afirmar que Bill Gates “controla” os homossexuais.

Phillips, que é negro, relata ainda que West tratava funcionários negros de forma pior do que os brancos, chegando a ordenar que um segurança com dreads raspasse o cabelo ou seria demitido, o que levou o segurança a renunciar ao cargo.

O advogado de Phillips enfatizou que o objetivo da ação é justificar os direitos feridos de seu cliente e mostrar que as mensagens propagadas por West, que incluem discriminação, antissemitismo e elogios a Hitler, não têm lugar no mundo atual.

Fonte: UOL – SPLASH.

Veja Mais