16 junho 2024

Municípios acreanos celebram 32 anos de autonomia

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
7 municípios do Acre fazem aniversário neste domingo (28) — Foto: Divulgação

Neste domingo (28), os municípios de Acrelândia, Bujari, Capixaba, Epitaciolândia, Jordão, Porto Acre e Santa Rosa do Purus estão comemorando 32 anos de autonomia. Estas cidades foram criadas pelo então governador Edmundo Pinto por meio de lei em 1992. Enquanto isso, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves, embora também tenham sido fundados oficialmente em 28 de abril, celebram em outras datas: 5 de novembro, 25 de junho e 28 de julho, respectivamente.

O historiador Marcus Vinícius explicou ao G1, em 2017, que cada cidade tem o direito de escolher a data de seu aniversário, uma prerrogativa que é atribuída ao próprio município através dos poderes Legislativo e Executivo. Geralmente, essa data está relacionada à história local e é oficializada após a sanção pelo prefeito.

Vinícius destaca que os cinco municípios mais antigos do Acre foram criados em 1913: Rio Branco, Xapuri, Sena Madureira, Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Ele explica que no final da década de 30, entre 1937-1938, foram criados Feijó e Brasiléia.

Um pouco da história dos municípios:

Em 7 de abril de 1904, o Território do Acre foi reorganizado e a administração da área foi readequada em três departamentos, denominados Alto Acre, Alto Purus e Alto Juruá, dirigidos por prefeitos nomeados pelo presidente da República.

Em 1920, ocorreu a última reorganização do Território do Acre na Primeira República, aprovada em 1º de outubro. Foi determinado que sua administração ficaria a cargo de um governador nomeado pelo presidente da República.

Na época da constituinte do Acre, em 1963, foi prevista a criação de vários outros municípios, mas só executaram esse plano em 1976 com a criação de outras cidades como Senador Guiomard e Epitaciolândia. Após isso, já em 1992, houve uma outra discussão em que foi proposta uma divisão territorial para os municípios do Acre onde alguns municípios perderam territórios e outros foram criados, chegando no número de 22 que compõem o Acre hoje.

Muitos desses municípios nasceram a partir do desmembramento de outras cidades. É o caso de Epitaciolândia, criada após a divisão de Brasiléia, bem como Marechal Thaumaturgo, separada de Cruzeiro do Sul, e Santa Rosa do Purus, que se desvinculou de Manoel Urbano.

 

Veja Mais