19 junho 2024

Rio inaugura primeiro centro de referência de arte e cultura LGBTQIAPN+

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

No sábado (27), o Rio de Janeiro recebeu o lançamento do QueeRIOca, o primeiro centro cultural dedicado à produção artística LGBTQIAPN+ no Brasil. O projeto é uma iniciativa da atriz Cristina Flores, fundadora da companhia de teatro Os Dezequilibrados, e sua esposa Laura Castro, roteirista, escritora, compositora e atriz.

Durante a pandemia da Covid-19, o casal idealizou o QueeRIOca como uma residência artística, conectando artistas da comunidade LGBTQIAPN+ por meio de vídeos, podcasts e eventos, inicialmente em sua casa. O projeto foi inscrito no edital Foca – Fomento à Cultura Carioca, ficando em segundo lugar, sem receber financiamento.

Com o Projeto Reviver Cultural Centro, da Prefeitura do Rio, o QueeRIOca foi repensado para ocupar um espaço público no centro da cidade, em um casarão histórico. O centro conta com exposições de artes plásticas, espaço para música, teatro, cineclube e uma livraria especializada em autores LGBTQIAPN+.

A inauguração incluiu a abertura da exposição DiferENTRE, com 32 artistas, e homenagens à cantora Zélia Duncan. Ela se apresentou em uma roda de samba e sua peça “Eu Vou” foi encenada ao vivo, além da exibição do curta-metragem “Uma paciência selvagem me trouxe até aqui”, no qual Duncan atua.

O espaço QueeRIOca, localizado na Travessa do Comércio, funcionará de quarta-feira a sexta-feira das 16h à meia-noite, aos sábados das 11h às 5h, e aos domingos das 14h à meia-noite, com capacidade para 200 pessoas. Os eventos de lançamento foram gratuitos ou a preços populares, buscando envolver o público e fortalecer a comunidade LGBTQIAPN+ no Rio de Janeiro.

Via Agência Brasil.

Veja Mais