19 junho 2024

Serviço Social do Hospital do Idoso reúne paciente separado da família há 30 anos

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O morador de Acrelândia, interior do Acre, Gilberto Lima, de 76 anos, teve um reencontro emocionante com a família no último fim de semana, após cerca de 30 anos sem vê-los. Isso foi possível graças ao trabalho dedicado realizado pelo Serviço Social do Hospital do Idoso, localizado na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, onde Gilberto esteve internado entre dezembro de 2023 e abril de 2024.

Segundo registros do hospital, Gilberto chegou sem acompanhante, apresentando um quadro de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), e nunca recebeu visitas de familiares durante sua estadia. No entanto, a equipe de Serviço Social descobriu que seus familiares acreditavam que ele poderia ter falecido, embora nunca tenham desistido de procurá-lo.

Mesmo após receber alta médica em janeiro, Gilberto não queria deixar o hospital, onde havia desenvolvido laços afetivos com os colegas e era bem cuidado pela equipe. No entanto, devido aos riscos associados a uma permanência prolongada em ambiente hospitalar, o Serviço Social, com o apoio da equipe multiprofissional, intensificou os esforços para encontrar um lar adequado para ele. Após uma investigação minuciosa, uma irmã de Gilberto foi localizada, e iniciou-se um trabalho conjunto para promover o tão esperado reencontro.

“A equipe estabeleceu um vínculo muito forte com o senhor Gilberto ao longo da internação. Realizamos diversas atividades com ele, como jogos, e até comemoramos seu aniversário de 76 anos na unidade. Todos nós, da equipe do Hospital do Idoso, estamos imensamente felizes por facilitar esse reencontro com a família”, disse Jamaika Negreiros, assistente social que acompanhou o caso ao lado da colega Margarete Lazzare.

O reencontro emocionante ocorreu na Bahia, onde Gilberto pôde abraçar suas irmãs Adélia e Elenides após três décadas de separação. O embarque de Gilberto aconteceu na madrugada do último sábado, 20, na companhia de um amigo, e antes de partir, ele expressou seus sentimentos: “Estou triste por deixar essas maravilhosas meninas que cuidaram tão bem de mim, mas estou feliz porque vou reencontrar meus irmãos”.

Via Agência de Notícias do Acre.

Veja Mais