25 junho 2024

Igreja de pastor que disse que crianças abusadas também são culpadas já teve outro líder religioso investigado por crimes sexuais

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A igreja do pastor Jonas Felício Pimentel, que disse que crianças abusadas sexualmente também são culpadas, já teve outro líder religioso investigado por crimes sexuais. Joaquim Gonçalves Silva, que morreu de Covid-19 em agosto de 2021, foi alvo de uma investigação por abuso e importunação sexual contra pelo menos quatro mulheres que frequentavam a igreja naquele mesmo ano.

Em nota, a defesa do pastor Jonas Pimentel pediu desculpas a quem se sentiu ofendido e disse que o objetivo do religioso era “alertar para que pais e crianças não deem oportunidades para malfeitores” .

Por G1

 

Veja Mais