19 junho 2024

Pastor diz em culto que deu beijo na boca de filha ‘distraída’ antes de namorado: ‘Nossa, que mulherão’

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Nesta quinta-feira (2), um vídeo em que o pastor Lucinho Barreto afirma ter dado beijo na boca na filha quando ela estava “distraída” viralizou nas redes sociais. Nas redes sociais, trecho recebeu comentários de pessoas que apontam que fala é inadequada e incita violência sexual.

A filha do pastor, Emily Barreto, se pronunciou em suas redes sociais em defesa do pai. Nesta sexta-feira (3), Lucinho Barreto também se pronunciou em seu Instagram, afirmando que fez um “comentário brincalhão” e que comentário foi feito em uma pregação com mais de mil homens. Diz ainda que beijo na filha é “inocente e puro” e que fala foi “tirada de contexto” .

O trecho foi retirado de um culto gravado pelo pastor, que é membro da Igreja Batista da Lagoinha, e disponibilizado em 15 de abril no canal de YouTube da igreja. No registro, que aconteceu em Belo Horizonte, ele e o filho, Davi Barreto, falam de Gênesis 22:3 para os frequentadores. Em um determinado trecho, o pastor fala da criação dos filhos.

“Peguei minha filha um dia e falei que amava ela. Falava: ‘Nossa, que mulherão. Ai se eu te pego’. Ela falava: ‘Credo, pai, você já é da mamãe’. Daí dava beijo nela”, conta. “Um dia, ela distraiu e eu dei um beijo na boca dela. Ela disse ‘Que isso, pai?’ Eu falei assim: ‘Porque quando encontrar seu namorado, vou falar: você é o segundo. Eu já beijei'”, continua. Na plateia, os frequentadores do culto riem e aplaudem.

Depois, o pastor afirma que a filha “tem uma relação muito forte” com ele. “[Ela] me ama. Quem me ouve falar uma coisa dessa pensa besteira. Quem tem mente suja pensa coisa suja. Mas quem sabe de pureza, sabe do que estou falando aqui.”

Marie Claire tentou contato com o pastor Lucinho Barreto por meio de sua assessoria de imprensa, mas não teve retorno. Nesta sexta-feira, ele usou seu perfil no Instagram para se pronunciar.

“Haviam mil homens, era uma reunião de homens, e estava falando para eles da necessidade de levantar a autoestima dos filhos, que hoje tem sido muito atacados nessa área”, afirma o pastor, em um vídeo gravado de dentro de um avião. “Fiz um comentário brincalhão. Quem me conhece sabe como eu sou, faço uma pregação sempre leve, alegre. Mas agora estão tirando de contexto o que eu quis dizer ali”

O perfil principal da Igreja Batista da Lagoinha no Instagram é seguido por 785 mil pessoas. No YouTube, o canal em que os cultos gravados são disponibilizados conta com 743 mil inscritos. A igreja é a mesma do pastor André Valadão, por exemplo, e conta com centenas de unidades no Brasil e no mundo. Só nos Estados Unidos, a igreja está em 31 cidades.

Nas redes sociais, usuários começaram a destacar que a fala é problemática por incitar violência sexual e incesto.

A atriz Solange Couto foi uma das figuras públicas que reagiu ao vídeo. “Estou passada com um vídeo que vi na internet, um homem que se diz pastor falando que ele beija a boca da filha, que ele olha a filha dizendo que ela está um mulherão e que, quando arrumar namorado, vai falar: ‘Aí, você é o segundo porque já beijei a boca dessa menina’. É isso mesmo? É isso que a gente tem que ver um pai, uma criatura que diz que leva a palavra de fé e o evangelho para as pessoas?”, diz a atriz.

“Não sei o que é pior: a fala ou a risada ao fundo após a fala”, respondeu no vídeo de Solange a cantora Teresa Cristina. “Estou horrorizado”, escreve o comediante Fabão. “É por conta de situações assim que eu não sinto mais a menor vontade de frequentar uma igreja. Você acaba desanimado, mas não é da fé e nem de Deus, mas sim do ambiente que deveria ser pregado o amor puro e a palavra de Deus. Tô bem em minha casa, religião não me define”, desabafou outra pessoa.

O trecho também recebeu reações no X (antigo Twitter). “Depois vai falar para o namorado que você foi o segundo a transar com ela. O primeiro foi eu. Tudo em nome de Deus, família e pátria”, escreveu uma pessoa. “Nojento”, disseram outras.

Seguidores do pastor também reagiram, e afirmaram que o trecho foi descontextualizado. “Quem conhece o Lucinho sabe como ele é”, escreveu uma pessoa nos comentários de uma página de notícias, que repostou o vídeo. “Mas gente, isso está na bíblia. Ló se deitou com suas duas filhas”, escreve outra.

Filha de pastor se pronuncia sobre fala envolvendo beijo na boca
Na tarde desta quinta (2), a filha do pastor, Emily Barreto, veio à público em seu Instagram para se pronunciar sobre a repercussão do vídeo.

Ela, que é mãe de um filho de um ano, afirmou que o pai a deu “selinhos”, no máximo.

“Meu pai nunca me beijou de língua, nunca fez nada comigo. Ele sempre me deu um bom exemplo de uma figura paterna maravilhosa porque eu sempre podia contar para ele as minhas decepções amorosas e ele sempre me ajudou”, afirma Emily no vídeo. “Nunca aconteceu nada do tipo [violência sexual]. Tiraram a fala totalmente de contexto, só falta virem falar que estou sendo coagida.”

Por Marie Claire

Veja Mais