22 maio 2024

Vereador Jacamin critica prefeito Mazinho Serafim por não cumprir promessas de campanha sobre pagamento de FGTS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Em uma sessão marcada por fortes declarações, o vereador Jacamin usou seu tempo de fala na Câmara Municipal de Sena Madureira para criticar o prefeito Mazinho Serafim por não cumprir uma de suas promessas de campanha: o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) dos funcionários do município.

Jacamin começou sua crítica lembrando que, durante a campanha eleitoral, Mazinho Serafim prometeu regularizar o pagamento do FGTS dos servidores municipais, um compromisso que, segundo o vereador, não foi cumprido. “Na promessa dele como candidato a prefeito, ele dizia que ia pagar o FGTS das pessoas em dia. Ele não queria saber dos prefeitos anteriores, ele ia cumprir o que estava falando,” relembrou Jacamin.

Segundo Jacamin, a situação se tornou crítica especialmente após a alagação de 2021, quando muitos funcionários municipais precisaram acessar seus benefícios do FGTS para enfrentar a calamidade. “Quando as pessoas, os funcionários, procuraram a Caixa Econômica Federal para sacar o seu FGTS, souberam a notícia que não existia depósito nas suas contas,” relatou o vereador, destacando o impacto negativo da inadimplência.

Jacamin também ressaltou que a prefeitura está inadimplente não apenas com o FGTS, mas também com outras obrigações financeiras.

A fala de Jacamin é um eco das reclamações dos funcionários municipais, que têm sofrido com a falta de depósitos em suas contas do FGTS. “Os funcionários todos estão reclamando. Os funcionários todos estão reclamando,” enfatizou o vereador, reforçando o descontentamento generalizado entre os servidores.

As críticas apontam para um problema de gestão contínuo, que, segundo Jacamin, contradiz as promessas de campanha do prefeito Mazinho Serafim. “São promessas de campanha que usaram para enganar a população,” afirmou o vereador, sugerindo que a falta de cumprimento das promessas é uma falha significativa da administração atual.

Veja Mais