24 maio 2024

Vídeo mostra motorista do Porsche falando com voz pastosa dentro do carro antes do acidente; namorada se nega a entrar no veículo

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Um novo vídeo, obtido pelo g1, mostra o empresário Fernando Sastre de Andrade Filho dentro do Porsche Carrera azul dizendo “vamos jogar sinuca” com voz pastosa para a namorada e um casal de amigos, ao sair de uma casa de pôquer, momentos antes de causar um acidente de trânsito, que matou um homem e feriu gravemente seu amigo em 31 de março, na Zona Leste de São Paulo (veja abaixo).

Fernando está preso preventivamente pela Justiça pelos crimes de homicídio por dolo eventual (por ter assumido o risco de matar o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana) e lesão corporal gravíssima (por ferir o amigo Marcus Vinicius Machado Rocha).

Ornaldo teve o Sandero atingido por trás pelo carro de luxo a 114 km/h na Avenida Salim Fara Maluf, no Tatuapé, segundo a perícia. O limite para a via é de 50 km/h. Câmeras de segurança também gravaram o momento da batida.

Marcus estava no banco de passageiros do Porsche e ficou internado 15 dias no total, sendo preciso operar para retirar o baço e colocar drenos no pulmão. Testemunhas ouvidas pela polícia ainda contaram que Fernando havia tomado bebido alcoólica antes de dirigir e tinha sinais de embriaguez no dia do acidente. O empresário sempre negou ter bebido, tanto à poíicia, quanto em entrevista ao Fantástico, quando falou sem apresentar a voz pastosa observada no novo vídeo.

Além de Fernando, quem aparece na nova imagem é a estudante Giovanna Pinheiro da Silva, namorada do motorista do Porsche. Quem filma a cena é Juliana de Toledo Simões, namorada de Marcus. Os dois também são estudantes e amigos de Fernando e Giovanna. Fernando está com a mesma camiseta branca “Only Porsche”, vista no vídeo feito a partir das câmeras dos PMs que o abordaram.

Fernando está dentro do carro, com a porta aberta, enquanto conversam. Elas perguntam para onde ele irá. Ele responde com voz pastosa que vai jogar sinuca. Juliana reforça a pergunta e depois de responder, de novo, que vai jogar sinuca, eles riem. Ao final, a namorada se nega a entrar no carro com ele. O vídeo tem 10 segundos.

A reportagem apurou que a filmagem entre os amigos foi incluída no processo do caso que apura as causas e eventuais responsabilidades pelo acidente. Veja abaixo a conversa entre eles:

  • Giovanna – Quer apanhar?
  • Fernando – Vamo jogar sinuca…
  • Juliana – Vamo o que, Fernando?
  • Fernando – Vamos jogar sinuca.
  • (Risadas)
  • Fernando – Vai…
  • Giovanna – Eu não! Cê vai sozinho, tchau. Eu vou embora com eles…

A gravação foi feita após o grupo de amigos deixar a Encore Poker Clube, na Rua Marechal Barbacena, no Tatuapé. A imagem ajuda a completar o quebra-cabeças do caso junto a outra filmagem obtida e divulgada anteriormente pela imprensa.

Uma câmera de segurança de um imóvel perto da casa de pôquer havia registrado os quatro amigos deixando o local. Em seus depoimentos à Polícia Civil, Juliana e Marcus disseram que não se lembravam se Fernando havia bebido nesse local.

Mas haviam dito que tanto eles quanto Fernando e Giovana tomaram drinks alcoólicos antes na Porchetteria Gastronomia & Cocktail, na Rua Professor João de Oliveira Torres, também no Tatuapé. Uma comanda do grupo, que está no inquérito, mostra oito drinques de uísque com licor e uma caipirinha no lugar.

Segundo a investigação, a casa de pôquer não tinha imagens do grupo de amigos no local. Já a Porchetteria só gravou um garçom pegando copos da mesa onde o grupo estava.

O empresário Fernando Sastre, que matou o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, durante acidente de trânsito na Avenida Salim Farah Maluf, na Zona Leste de SP. — Foto: Montagem/g1/Reprodução

O empresário Fernando Sastre, que matou o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, durante acidente de trânsito na Avenida Salim Farah Maluf, na Zona Leste de SP. — Foto: Montagem/g1/Reprodução

De acordo com os depoimentos de Juliana e Marcus, Giovana discutiu com Fernando após deixaram a casa de pôquer para que ele não dirigisse porque estava “alterado” por ter bebido. Nesse momento, a namorada do empresário desistiu de voltar para casa com ele e preferiu seguir com Juliana no carro de Marcus. O amigo do motorista do Porsche, por sua vez, seguiu com Fernando no carro de luxo. E suas namoradas foram atrás.

Imagens das câmeras corporais dos policiais militares que atenderam a ocorrência do acidente mostraram que eles não tinham o etilômetro, aparelho usado para aferir se um motorista bebeu. As body cams ainda registraram o momento que os agentes da Polícia Militar (PM) liberaram Fernando sem passar pelo teste.

Os PMs alegaram que a mãe de Fernando, Daniela Cristina de Medeiros Andrade, havia dito a eles que precisava levar o filho para um hospital porque ele estaria ferido. Mas isso não ocorreu. A Corregedoria da Polícia Militar considerou que os agentes erraram ao liberar o motorista o Porsche sem fazer o bafômetro e os afastaram das ruas para responderem a processo disciplinar.

Via G1

Veja Mais