21 julho 2024

88% discordam de projeto que equipara aborto após 22 semanas a homicídio, revela enquete da Câmara com quase 1 milhão de votos

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Um projeto de lei que propõe equiparar o aborto realizado após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio simples tem causado grande repercussão e polêmica na sociedade brasileira. A proposta, que teve sua urgência aprovada na Câmara dos Deputados nesta semana, gerou um número recorde de acessos e interações no site da Casa.

Uma enquete sobre o projeto, disponível no site da Câmara, conta com mais de 950 mil votos, com a grande maioria (88%) declarando “discordância total” com a proposta. O projeto atingiu 3,1 milhões de visualizações e 780 mil interações em apenas dois dias, representando 12% de todos os acessos aos 109 mil projetos de lei disponíveis no site neste ano.

O alto número de acessos chegou a causar instabilidade no site da Câmara na última quinta-feira (13), mas o problema foi rapidamente corrigido. A proposta tem gerado debates acalorados sobre os direitos reprodutivos das mulheres e a proteção da vida fetal, e sua tramitação promete ser acompanhada de perto pela sociedade e pela mídia.

Veja Mais