24 julho 2024

Evangélica, deputada do Pará pede para retirar assinatura do PL antiaborto

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

A deputada federal Renilce Nicodemos (MDB-PA) pediu à Mesa Diretora da Câmara a retirada de sua assinatura favorável ao projeto de lei que equipara o aborto (legal) após 22 semanas de gestação ao homicídio.

Integrante da bancada evangélica, Renilce integra a lista de 32 signatários da proposta, encabeçada pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ).

O requerimento para excluir a assinatura chegou ao comando da Câmara nesta segunda-feira 17. Ainda não houve resposta à solicitação.

Também nesta segunda, as deputadas federais Sâmia Bomfim (PSOL-SP) e Fernanda Melchionna (PSOL-RS) pediram ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), a devolução do projeto de lei ao autor. Para as psolistas, seria inconstitucional “inviabilizar o aborto legal para uma parcela das mulheres”, por ferir o direito ao acesso universal e igualitário aos serviços de saúde.

Por CartaCapital

Veja Mais