21 julho 2024

Integrantes do Planalto admitem a líderes petistas “erro estratégico” sobre aborto

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Em meio à forte repercussão provocada pelo projeto que equipara o aborto a homicídio após as 22 semanas, integrantes do governo fizeram uma espécie de mea culpa e admitiram em conversas reservadas com líderes petistas que houve um “erro estratégico” do Planalto ao tratar do tema.

Segundo relatos feitos ao blog, representantes do PT procuraram membros do governo para reclamar especificamente de dois pontos: o aval dado pela bancada petista ao acordo que aprovou a urgência do texto e o silêncio de integrantes do governo nos primeiros dias após a votação.

Apesar do desgaste, a avaliação feita neste momento no PT e no governo é que a crise está “superada”. De acordo com um líder petista com trânsito livre no Palácio do Planalto, a decisão da Câmara de jogar a discussão para o segundo semestre deve esfriar progressivamente o debate sobre o projeto.

Via CNN Brasil.

Veja Mais