21 julho 2024

Lula afirma que governo não penalizará os pobres em ajuste fiscal

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou que o governo está considerando várias opções para realizar um reajuste fiscal, incluindo a análise de possíveis excessos em alguns programas sociais.

Ele enfatizou que todas as alternativas estão em avaliação, mas assegurou que não serão feitos ajustes que impactem os pobres.

“Nós não vamos fazer ajuste em cima das pessoas mais humildes”, afirmou Lula durante uma entrevista à Rádio CBN nesta terça-feira (18).

Lula argumentou que está sendo investigado se existem casos de excessos em alguns programas sociais, buscando identificar abusos e irregularidades.

Essas investigações visam apresentar uma proposta ao Congresso Nacional em 22 dias, conforme destacado pelo presidente.

Além disso, Lula manifestou disposição para discutir a desoneração não apenas com os congressistas, mas também com o empresariado, desde que seja feita de forma a não prejudicar os mais pobres.

Ele criticou as isenções e desonerações fiscais que beneficiam os mais ricos, questionando a contrapartida desses setores para os trabalhadores e para o país como um todo.

A equipe econômica será responsável por apresentar a necessidade de cortes, e Lula enfatizou a importância de não penalizar os segmentos mais vulneráveis da sociedade durante esse processo de ajuste fiscal.

Veja Mais