24 julho 2024

Acre participa de seminário internacional sobre monitoramento de incêndios florestais por satélite

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), participou do Seminário Internacional sobre Monitorização de Incêndios Florestais por Satélite, realizado de 1° a 4 de julho na Universidade Católica Boliviana de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. O evento teve como foco aprimorar o monitoramento de eventos climáticos e produtos mapeados pelo Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma).

O programa visa enfrentar desafios ambientais e florestais na Bacia Amazônica, promovendo a cooperação regional e a adoção de práticas sustentáveis entre os países amazônicos, incluindo Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.

Julie Messias, secretária do Meio Ambiente do Acre, destacou a importância da participação da Sema no seminário para implementar estratégias eficazes de gestão na mitigação de impactos ambientais na região amazônica. Ela enfatizou a necessidade de qualificação contínua em tecnologias de monitoramento ambiental e a importância de pessoal qualificado para utilizar essas ferramentas com precisão.

Durante os quatro dias do evento, os participantes foram capacitados em ferramentas de monitoramento baseadas em programação, incluindo o uso do Google Earth Engine. Houve intensa troca de experiências e metodologias entre os países presentes.

 

O coordenador do Cigma, Cláudio Cavalcante, ressaltou a importância das discussões e capacitações para o aprimoramento das ferramentas de monitoramento utilizadas pelo governo do Acre. Ele destacou também a visita recente de representantes do Programa Amazonía+, que reconheceram as ações da Sema em restauração florestal e monitoramento ambiental.

O seminário foi organizado pelo Ministério do Meio Ambiente e Águas da Bolívia, em parceria com o Programa Amazonía+, financiado pela União Europeia, e contou com a participação de diversas organizações internacionais de cooperação para o desenvolvimento.

Veja Mais