17 julho 2024

Estado do Acre destaca o papel do governo federal na consolidação da rota Quadrante Rondon

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

O Estado do Acre, por meio da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), destacou na manhã desta quarta-feira, 3, o papel do governo federal na consolidação da rota Quadrante Rondon, principal via de integração com o Peru. Durante participação na audiência pública no Senado Federal, no último dia 2, a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, voltou a citar o corredor binacional como fundamental para os estados do Acre e Rondônia, pela ligação com os portos de Lima (Peru) e, principalmente, pelo acesso dos portos chilenos. A ministra também defendeu a importância da rota para a Bolívia, que não tem acesso ao atlântico. “Ninguém vai conseguir competir com o Brasil no mundo, no que se refere à nossa fronteira agrícola”, disse.

 

O titular da Seict, Assurbanípal Mesquita, afirmou que o papel do governo federal em coordenar os esforços para consolidação dos corredores bioceânicos como rotas de desenvolvimento e logística garante competitividade à economia do Norte.

“Enxergamos com muito otimismo o trabalho da ministra Simone Tebet na coordenação do projeto de integração sul-americano. A Quadrante Rondon tem como potencial a exportação de alimentos, máquinas, equipamentos de bens e de consumo final para o Peru, Bolívia e Chile, além do mercado asiático”, analisou Mesquita.

Ainda de acordo com o titular da Seict, a governança dos corredores é um processo complexo que requer o envolvimento constante das instituições públicas e do setor privado, a fim de promover e facilitar a colaboração. “Envolve tanto relações e confiabilidade, quanto garantias de que os serviços e a infraestrutura estejam operando”, observou.

Mesquita destacou que, nesse sentido, o Acre, com apoio do governador Gladson Cameli e da Assembleia Legislativa, associações e federações do setor produtivo, vem se posicionando de maneira estratégica nas mais diversas instâncias de discussão e decisão, tanto no âmbito das ações do governo federal quanto no âmbito internacional, sobre os programas e projetos de investimentos e estruturação da referida rota.

“O evento que a Seplan e a Seict programaram para os dias 9 e 10 de julho é mais um passo importante na consolidação desse projeto. Vamos reunir os principais atores nacionais e internacionais ligados ao tema, bem como um conjunto de técnicos e pesquisadores para discutir os problemas e soluções, com o objetivo de avançar nas ações necessárias para a consolidação do corredor”, concluiu.

Via Secom

Veja Mais