17 julho 2024

Polícia Civil do Acre palestra sobre o papel da segurança pública no atendimento a mulheres vítimas de violência

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Na manhã desta quarta-feira, 10, a Polícia Civil do Acre (PCAC) foi representada pela delegada Dra. Mariana Gomes, que ministrou uma palestra por videoconferência sobre o tema “Papel da Segurança Pública no atendimento às mulheres vítimas de violência e a Lei Maria da Penha”. O evento foi destinado às 22 coordenadoras dos Organismos de Políticas para as Mulheres do Acre (OPM’s) e organizado pela Secretaria de Estado da Mulher (SEMULHER).

Durante a palestra, Dra. Mariana Gomes, que é lotada na Delegacia de Atendimento à Mulher Vítima (DEAM) apresentou dados sobre o feminicídio no Estado do Acre, destacou as atribuições das instituições de Segurança Pública, com foco especial no atendimento humanizado às vítimas, e ressaltou a importância do diálogo entre as instituições.

Ao final da palestra, a delegada respondeu às dúvidas e sugestões das coordenadoras presentes. Ela parabenizou e reconheceu a importância do trabalho realizado pela SEMULHER em proporcionar este encontro, que tem como objetivo estreitar os laços entre a segurança pública e as OPM’s. Dra. Mariana enfatizou que o combate eficaz à violência contra a mulher deve ser realizado de forma articulada.

“A integração entre as instituições é fundamental para garantir um atendimento humanizado e eficaz às mulheres vítimas de violência. A SEMULHER desempenha um papel essencial ao promover encontros como este, que fortalecem a colaboração e o diálogo entre os diferentes órgãos de proteção”, afirmou a delegada.

Dra. Mariana Gomes também orientou as mulheres sobre a importância de buscar ajuda e conhecer seus direitos. “É vital que as mulheres saibam que não estão sozinhas e que a Polícia Civil está aqui para apoiá-las. Denunciem qualquer forma de violência e busquem orientação. Conhecer a Lei Maria da Penha e os serviços disponíveis pode salvar vidas”, destacou.

O evento reforça o compromisso das autoridades em melhorar o atendimento e a proteção às mulheres vítimas de violência, promovendo um ambiente mais seguro e acolhedor para todas.

Via Ascom

Veja Mais