Weintraub diz: ”não confio no Bolsonaro para presidente”

Afirmou que sua “desconfiança” do chefe do Executivo é resultante do alinhamento do governo com o Centrão.

0
37

Abraham Weintraub (PMB), ex-ministro da Educação, disse que “não confia mais” no presidente Jair Bolsonaro (PL) “para conduzir os rumos do país”. Afirmou que sua “desconfiança” do chefe do Executivo é resultante do alinhamento do governo com o Centrão. “Ele [Bolsonaro] está conduzindo o Brasil numa direção que vai para uma distopia”, afirmou. Apesar das declarações, Weintraub disse que, entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), “é lógico” que optaria pelo atual presidente. O ex-ministro participou de uma sabatina do UOL nesta 3ª feira.

Ele é pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PMB. “Votaria em qualquer um, que não seja o Lula”, respondeu Weintraub. “Ele [Lula] tem algum grau de patologia, se tivesse um conflito o Lula cometeria crimes de guerra. Destruiu a vida de milhões de pessoas”, acrescentou. Ao mencionar as ameaças que teria sofrido de Bolsonaro, o ex-ministro da Educação disse que recebeu “várias” do chefe do Executivo e de outros funcionários do governo, inclusive no período de Natal.

Weintraub afirmou que com a movimentação da candidatura do ex-juiz Sergio Moro, Bolsonaro tentou se aproximar temendo que ele o “apoiasse”. Com a desistência do ex-juiz, Weintraub disse que o “tom de ameaças voltou”. CRÍTICAS A JORNALISTAS Durante a sabatina, o ex-ministro da Educação criticou as jornalistas Carolina Linhares e Fabíola Cidral, que conduziam a entrevista. Weintraub disse que as perguntas eram “desonestas intelectualmente”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui