AC está entre os estados que lideram ranking de número de armas para colecionadores e atiradores

0
53

O número de armas registradas nas mãos de caçadores, atiradores e colecionadores (Cacs) no Acre e no restante da região Amazônica cresceu 700% entre 2017 e 2022.

Os dados são do Exército e foram obtidos pelos institutos Igarapé e Sou da Paz, e divulgados pelo site g1.

Para se estimar o crescimento, juntos, os estados do Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia tinham, entre janeiro e novembro de 2021, 2.648 armas legais. Em julho deste ano, o total já era de 21.196.

O estudo aponta que as facilidades criadas pelo governo federal na política de acesso à armas favoreceram esse crescimento.

Os CACs podem adquirir de revólveres a fuzis de repetição. Atiradores esportivos, por exemplo, podem ter até 60 armas — metade delas de uso restrito como os fuzis semiautomáticos. Os caçadores podem ter até 15 armas com alto poder de fogo. Não há limite de armamento para colecionadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui