Pesquisa Atlas: Lula tem 53,4% de intenções de votos válidos; Bolsonaro, 46,6%

0
25

Pesquisa do Instituto Atlas divulgada hoje aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está à frente do segundo turno eleitoral, com 53,4% de intenções de votos válidos. O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 46,6%. Votos válidos são calculados com exclusão de brancos, nulos e indecisos.

A margem de erro é de um ponto percentual para mais ou para menos. Em comparação com o levantamento anterior, Lula oscilou positivamente de 53,2% para 53,4%. Já Bolsonaro variou negativamente de 46,8% para 46,6% na atual pesquisa.

Em votos totais, o ex-presidente manteve 52,4%, enquanto o chefe do Executivo fica com 45,7% (antes, era 46%).

Na apuração das urnas na primeira rodada eleitoral, Lula terminou com 48,43% (57.259.504) dos votos e Bolsonaro teve 43,20% (51.072.345) dos votos válidos. O segundo turno eleitoral acontecerá neste domingo (30).

A sondagem da Atlas é realizada com coleta aleatória via questionário eletrônico e com pós-estratificação da amostra de resultados “de acordo com as características do eleitorado nacional”, explica o registro da pesquisa disponível no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Em razão do arredondamento da pesquisa, a soma dos percentuais pode variar de 99% a 101%.

A pesquisa coletou, segundo o instituto, 7.500 entrevistas entre os dias 26 e 29 de outubro, ao custo de R$ 35 mil pagos com recursos próprios. O nível de confiança é de 95%, e o número de registro no TSE, BR-00388/2022.

Votos válidos

Lula (PT): 53,4%

Jair Bolsonaro (PL): 46,6%

Votos totais

Lula (PT): 52,4%

Jair Bolsonaro (PL): 45,7%

Não sei/nulo/branco: 1,9%

Sobre o instituto

O instituto Atlas, ou Atlas Intel, atua em países da América Latina, como México e Argentina, e nos Estados Unidos. A empresa também realiza pesquisas no Brasil. O instituto já realizou pesquisas divulgadas no Brasil em parceria com o El País. Um levantamento da empresa com resultados reproduzidos pelo jornal aponta que o Atlas faz pesquisas por meio de questionários distribuídos via internet. As respostas obtidas “são calibradas por um algoritmo de acordo com as características da população brasileira”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui