25 fevereiro 2024

Com chegada do carnaval, Hemoacre convoca doadores para aumentar estoque: ‘Sangue é vida’

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Publicidade

Sangue é vida. É com esse lema que a agente de captação do Hemoacre Paula Queiroz destaca a importância das doações. Cada bolsa de sangue colhida nas doações permite atender de 3 a 4 pacientes, o que pode significar a sobrevivência de alguém.

“A gente depende da solidariedade das pessoas para que compareçam ao Hemocentro e façam a sua doação”, frisa.

Porém, entre os meses de dezembro e fevereiro as doações tendem a cair. Para a agente, o período chuvoso torna ainda mais difícil o comparecimento de doadores aos pontos de coleta. Com a realização da campanha natalina, o estoque foi estabilizado, mas pela dinâmica das emergências a situação pode voltar a ficar preocupante.

“É um período marcado por férias, feriados prolongados, e também a questão das chuvas. Isso acaba acarretando o distanciamento dos doadores. Nós, enquanto captação, estamos sempre em busca de doações, seja através das coletas externas, seja através das ligações, para manter o estoque e atender as emergências”, ressalta.

Com a chegada do mês de fevereiro e a realização do carnaval, o Hemoacre busca se preparar para possíveis aumentos na demanda, e conta com as doações para manter o estoque nesse período.

“A gente não espera apenas que o doador venha até o centro, temos também estratégias. Temos um cronograma para parceria com empresas que vão nos ajudar com campanhas, e pretendemos ir ao município de Capixaba”, diz.

Quem pode doar
Para fazer a doação, o voluntário precisa estar saudável, bem alimentado, pesar acima de 50 kg, ter dormido bem na noite anterior, não ter ingerido bebida alcoólica, ter entre 16 e 69 anos de idade e apresentar um documento oficial com foto. O intervalo mínimo entre uma doação e outra é de dois meses para homens e três meses para mulheres.

Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres em período de pós-parto não podem doar.

Os interessados podem comparecer à sede do Hemoacre na Avenida Getúlio Vargas, das 7 às 18h, de segunda a sábado.

Paula Queiroz ressalta ainda que o importante, além de doação, é que os voluntários mantenham o hábito de ir aos pontos de coleta para auxiliar na manutenção do estoque durante todo o ano.

“O doador voluntário, é o que comparece sempre ao Hemoacre, de 3 a 4 vezes por ano. Nós temos uma análise rigorosa dessas bolsas, muitas vezes leva de 3 a 5 dias a liberação para uso, é enviada uma amostra para Brasília para uma contraprova. Daí a importância do doador”, finaliza.

Por G1/Ac

Veja Mais