25 maio 2024

VÍDEO: Homem é resgatado por bombeiros após ser arrastado por correnteza em Rio Branco durante chuvas intensas

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

As fortes chuvas que atingem o Acre desde a madrugada desta quinta-feira (23) já causaram diversos transtornos em Rio Branco, incluindo pontos de alagamentos e casas atingidas pela enxurrada. Durante a manhã, um homem precisou ser resgatado por uma equipe do Corpo de Bombeiros após ser arrastado pela correnteza no Igarapé Paxiúba, na Estrada do Barro Vermelho.

De acordo com a Defesa Civil da capital, o motorista decidiu passar pela estrada enquanto a localidade estaria tomada pelas águas. Ele perdeu o equilíbrio e foi levado pela correnteza. Os bombeiros jogaram uma corda para puxá-lo e conseguiram resgatá-lo com segurança. Sua moto ficou amarrada para ser retirada assim que as águas baixarem.

Desde o início da madrugada, já choveu um acumulado de 172 milímetros em Rio Branco, segundo dados da Defesa Civil Municipal, o que representa mais de 50% do esperado para todo o mês de março. Por conta disso, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja de chuvas intensas para todas as cidades do Acre, com previsão de chuva entre 30 e 60 milímetros por hora ou 50 e 100 milímetros por dia, além de ventos intensos que podem chegar a 100 quilômetros por hora. Há risco de cortes de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Confira mais:

Chuvas fortes elevam nível do Rio Acre em quase cinco metros e ultrapassa cota de transbordo em Rio Branco

O tenente-coronel Cláudio Falcão afirmou que quatro abrigos estão sendo organizados para receber as famílias atingidas pelas chuvas. A Defesa Civil orienta que em caso de rajadas de vento, as pessoas evitem se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas, e não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. É recomendado ainda que evitem o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e obtenham mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Confira o vídeo:

Veja Mais